Blog de celebridades, fofocas, opinião e notícias



21 de abril de 2014

de serafina

cheguei agora a porto alegre vndo de serafina. peguei um pinga pinga das 13 e meia e viemos bem. chegamos quase seis da tarde, sem estresse.

tou ' podre'. vou ouvir o programa da eni schneider na rádio da urgs e vou dormir.

sobre a minha terra natal fiquei sabendo que a vereadora NEGA CASTRO será a ungida pra ser candidata a prefeito pelo PP tendo de vice o ZATTI que é o presidente da ACISCO.

depois eu conto muito mais fofocas.
inté.

morte de garcia marques

'estas son las mananitas, que cantava el rei davi, hoy te las cantamos a ti'....

lembro disto porque no niver dele, dia 6 demarço, os jornalistas o homenagearam na frente de sua ccasa quando ele completou 87 anos. foi assim porque no México, onde GGmarques vivia a vida toda, se homenageia os aniversariaentes come sta musica...

não fiquei sabendo da morte dele, ontem quinta, porque não liguei o rádio de tarde. preparei minha mala pra vir pra serafina.

ma sno almoço comentei com meu amigo nelson gonzalez que o garcia estava mal de saúde, já que vi o presidente colombiano desmentindo que o autord e cien anos de soledad estivesse com metastase.

quando vi que o médico o mandou pra casa, deu pra ver que era pra ele morrer em casa, seguramnte um pedido seu.

vamos respeitar a morte do grande escritor....que marcou nossa vida....

muitos de seus romances mudaram gerações....

engraçado que ele não tenha ido viver em cuba, onde tinha seu grande amigo fidel castro.

feira de porto alegre

já lembrei varias vezes que por pouco o garcia marques não veio a feira de porto alegre, do livro, claro.

uma ele pediu 150 mil dólares, depositados pruma fundaçãocubana mas a feira do olivro não tinha esta grana toda pra bancar.

numa outra vez que ele poderia vir, havia a grana, mas ele não tinha mais agenda.

enfim, não o vimos. mas o leremos. ainda estou lendo aquele livro dele sobre os sequestros na colombia, noticia de um sequestro se chama....

engrçaado é que ele e vargaslhosa andava rompidas. se deram um soco, algo assim.

CONGESTIONAMENTO

na quinta na subida aqui pra serafina pegamos um congestionamento ' monstro' perto de montenegro. é que a BR-386 estava congestionada com tanto trafego que tinha...

e ali há um trevo de acesso a montenegro que funila tudo...

o onibus ficou uma hora e meia andando a passo de lesma. chegamos em serafina quase meia-noite. havia 3 onibus de tanto movimento que havia.

mas o taxista mamede foi na rodoviária esperar os passageiros. pelo menos isto.

do Comunique-se

Político chama de “criminoso” texto de europeu que desistiu de cobrir a Copa

Para o secretário de Turismo do Ceará, Bismarck Maia, o jornalista dinamarquês, Mikkel Keldorf, que decidiu ir embora do país e não cobrir a Copa do Mundo, é um criminoso. O político falou sobre o assunto por meio de sua página no Facebook e afirmou que o repórter estrangeiro é "mau caráter" e que o relato tem "interesses escusos".


Maia falou sobre o assunto em texto publicado no Facebook (Imagem: Reprodução)Nesta semana, Keldorf ficou conhecido ao publicar texto sobre o que viu no Brasil. "Eu não posso cobrir esse evento depois de saber que o preço da Copa não só é o mais alto da história em reais e centavos – também é um preço que eu estou convencido que inclui a vida das crianças", disse. Entre o que presenciou durante os meses de hospedagem, ele afirmou que viu remoções, forças armadas nas comunidades, corrupção, projetos sociais fechando e crianças de rua sendo mortas.

"Eu descobri que todos os projetos e mudanças são por causa de pessoas como eu – um gringo e também uma parte da imprensa internacional. Eu sou um cara usado para impressionar. Em Março, eu estive em Fortaleza para conhecer a cidade mais violenta a receber um jogo de Copa do Mundo até hoje. Falei com algumas pessoas que me colocaram em contato com crianças da rua e fiquei sabendo que algumas estão desaparecidas. Muitas vezes, são mortas quando estão dormindo a noite em área com muitos turistas. Por quê? Para deixar a cidade limpa para os gringos e a imprensa internacional? Por causa de mim?", escreveu Keldorf.

Em resposta a um internauta que compartilhou o relato do dinamarquês, o secretário afirmou que a atitude era preconceituosa. “Sua declaração e compartilhamento dessa matéria é tão preconceituosa, descabida e de interesses escusos quanto à desse criminoso, dito jornalista. Ele, se aqui ficou o tempo alegado, deveria ter tratado com autoridades ou bons colegas locais, o que agora fala. Um mau caráter”.

De acordo com O Povo, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS/CE) se pronunciou sobre o assunto por meio de nota e afirmou que não há registros de mortes em Fortaleza. "A Delegacia Geral da Polícia Civil (PC) frisa que não existem denúncias em suas delegacias sobre a alegação do suposto jornalista dinamarquês. A SSPDS reitera que, na ocorrência de crimes reais, a população deve entrar em contato com a Coordenadoria Integrada de Operações Policiais (Ciops), por meio do telefone 190, ou procurar a delegacia mais próxima", explicou o comunicado.

do boletim Carta 15

Roteiro na Metade Sul

A necessidade de desenvolver industrialmente a Metade Sul do Estado – gerando emprego, renda -, tem sido tema de permanente debate no PMDB. Ao assumir a condição de pré-candidato ao Palácio Piratini José Ivo Sartori priorizou em sua agenda visita às regiões do Rio Grande do Sul situadas neste eixo. Nos dias 15 e 16, Sartori percorreu os municípios de Santa Maria, Santiago, São Borja, Itaqui, Uruguaiana, Santana do Livramento e Dom Pedrito. Por onde passou fez questão de conversar com o partido e com representantes da sociedade civil organizada para se atualizar sobre as reais dificuldades e prospectar canais de desenvolvimento.

A PAIXÃO POR UMA CIDADE

por Eron Duarte Fagundes

O italiano Federico Fellini cantou Roma. O norte-americano Woody Allen edificou seu poema a Nova York. O brasileiro Walter Hugo Khouri esposou as imagens de São Paulo. Então o chinês Jia Zhang-Ke se enfeitiça daquilo que a esplendorosa Xangai, um dos centros culturais e sociais da China, pode render cinematograficamente. E o resultado é este documentário esteticamente excitante, Memórias de Xangai (Hai Shang Chuan Qi; 2010), em que o cineasta tanto navega no presente da cidade, com a captação notável da lente urbana de Xangai hoje, quanto vasculha no passado da povoação, a China (e a Xangai) dos anos 70 que o italiano Michelangelo Antonioni filmou, a China vista por outro realizador tão grande quanto Hou Hsiao-Hsien em entrevista na qual ele fala de suas filmagens de Flores de Xangai (1999), uma velha atriz que rememora seus grandes anos e pelas palavras da intérprete somos transportados às imagens dos filmes antigos, inseridos na montagem do documentário. Como uma espécie de feixe ou estribilho, a estranheza da atriz Zhao Tao vagando pelos cenários diversos puxa o documentário para uma invenção ficcional. Sabe-se também que a forma documental está na raiz de filmar de Zhang-Ke: ele põe a câmara sempre como alguém que quer perceber a verdade daquilo que está sendo encenado. Foi assim em Em busca da vida (2006), um realismo reflexivo da imagem. E até mesmo nas histórias que se derramam em Um toque de pecado (2013) esta vontade do real se estabelece como a praxe cinematográfica do realizador. Como uma narrativa circular em torno duma ambientação humana, Memórias de Xangai é uma intersecção fundamental da criação cinematográfica: dali transpomos a barreira do comum em cinema para estar num patamar diferente, uma nova plataforma de como fazer filmes e reflexionar sobre este fazer.

da Folha Popular de Teutônia

 

18 de abril de 2014

sapecada no ferronato...

estou subindo pra Serafina hoje de tarde. se não chover nesta sexta-feira santa, vou numa ' sapecada ' de pinhão na serraria do Ferronato na são pedro!

mas tá com cara de que vai chover!

RESCALDO DO ENTERRO DO ADÃO OLIVEIRA

1) TEVE UM PUXA-SACO(não conheço) que beijou literalmente a mão do Carlos Bastos, quando este chegou ao recinto. Cruiz credo,quanta bajulação...e não é pra tanto, porque o ' gajo' já não pode tanto como já pode....

mas ainda tem influência dentro do PDT

2) Na band rádio quem segurou a barra do adão, no jornal gente foi o falecido BIRA VALDEZ, porque os caras queriam chuta-lo há mais tempo.

3) Renato Martins chefe da band não suportava o adão. tanto que o mandou embora tempos depois

4) adão tinha problemas de dicção fez curso e tudo ficou fora um ano e voltou depois

5) mas o adão tinha grande memória principalmente sobre brasília, onde conviveu muito com o poder.

6) no tempo da NOVA REPUBLICA, quando sarney assumiu, adão se chegou no FERNANDO CESAR MESQUISTA, todo poderoso da epoca, chefe de imprensa de sarney no Pplanalto.

7)como os politicos da NOVA REPUVOICA , tipo sarney e marco maciel, adão,serginho ros, que tinham trabalhado pra ditadura se viraram pra nova republica. ou seja, hay gobierno, estamops a seu lado.

8) affonso ritter que na quarta estava de férias chegou cedo ao velório do adão,seu colega de JC.como tinh apouca gente foi daar uma volta.

9) affonso por sinal esta de dois netinhos, filhos da filha psiquiatra. se chamam joão e pedro nasceram em novembro ultimo.

10) affonso acaba de voltar da alemanha, onde foi pra feira de hannover e andou também por berlim

11) pouca gente da band foi ao enterro de adão. nem renato martins(que o detestava) nem Meneghetti que foi seu chefe.

12) nem cascatinha, o popular, foi ao velório no fim. só se foi antes. mas fez um tópico no JC.

13)Nikão duarte, colega de adão na trensurb e juanito higueras também do trensurb foram ao velório do adão seu ex-chefe, como foi meu também.

13) não tinha ninguem do PT. adão e o PT eram como água e azeite. não se misturavam

14) germano rigotto colega de adão no jornal gente nunca entendeu porque adão nunca o apoiou pra ele ser candidato ao senado e sim sempre a simon. mas levava na boa.

15)chiquinho tasca do barranco foi ao enterro do adão. ficou na hora da despedida no crematorio.

16)estava lá também a segunda esposa do falecido pilla v ares. não sei o nome dela.

17)o padre na hora do adeus disse que adão era culto, inteligente e viajado. e que foi generoso também.

18)também tocou águas de março, além de hey jude dos beatles.

19)jaimar cabral cinegrafista que foi com adão oliveira a mato grosso na epoca do amaral de souza também foi ao velório.

jaimar disse que eles foram acompanhar os sem terra que foram levados pro mato grosso pra cooperativas.

20)o padre procurou consolar a todos principalmene os filhos e outros parentes.

LIVRO DE PORTO ALEGRE

ENCONGREI agora de manha a adriana franciosi fazendo fotos da feira do peixe de porto alegre. ela me disse que o alemão UDA A CONTRATOU PORQUE ELE VAI LANÇAR UM LIVRO SOBRE PORTO ALEGRE PRA VENDER NA COPA.

A existência histórica de Jesus de Nazaré

por Paulo Vendelino Kons, Historiador

Em tempos de articulados ataques a princípios e valores contidos no livro sagrado dos cristãos, um questionamento ainda desperta debates acalorados: Jesus de Nazaré realmente existiu? Os historiadores, tanto religiosos quanto agnósticos ou ateus, em sua grande maioria, declaram que Jesus esteve entre nós, há 2000 mil anos. Mas há também uma pequena minoria de amadores, e um ou outro historiador não especialista na análise das fontes bíblicas como documentos históricos, que afirma ser Jesus um mito, inventado pelo intrépido Paulo ou por outros integrantes da primeira geração de cristãos.

Para a religião cristã, Jesus é filho de Deus, plenamente Deus e plenamente homem, é o Messias. Cristo é o nome título dado pelos cristãos gregos a Jesus de Nazaré. A palavra "Cristo", em grego ???st?? (Christós), ou seja, "Ungido" é uma tradução literal de Messias (mashiach). Esse é o Jesus Teológico. Contudo, para a historiografia, esses adjetivos não são os pontos que podem responder essa questão. O Jesus em questão é o que nasceu, viveu e morreu na Palestina, concretamente, num determinado período histórico.

Além de toda a literatura produzida por seguidores, como os 27 livros do Novo Testamento, documentação produzida por historiadores e governantes contemporâneos atestam a historicidade da existência e missão de Jesus Cristo.
Reconstruído pelos historiadores através do método histórico, o Jesus histórico é Jesus de Nazaré. Historiador e professor de História, Juberto Santos explica que “o método usa a alta crítica para analisar os textos evangélicos, principal fonte para a biografia de Jesus, juntamente com textos fontes não canônicos para reconstruir o contexto histórico do primeiro século”. Assim, o Jesus que a historiografia busca estudar é a pessoa de Jesus, homem nascido em Nazaré, filho de um carpinteiro, que viveu no século I, atraindo um pequeno grupo de galileus e, após um período de ministério, foi crucificado pelos romanos na Palestina durante o governo de Pôncio Pilatos.

No tempo presente, revistas, filmes e livros tentam desmistificar o homem Jesus e há aqueles que também buscam comprovar a sua não existência. Para termos certeza se uma pessoa é um personagem histórico é necessário saber se ele realmente existiu, se há informações seguras sobre essa pessoa e se eventualmente podemos lhe atribuir certos escritos ou palavras.

Fontes sobre Jesus e os primeiros cristãos

Um dos maiores obstáculos para estudarmos a vida de Jesus são as poucas fontes que a historiografia dispõe. A Bíblia, com certeza, é uma preciosa fonte de pesquisa, já que nela encontramos textos que retratam a vida e a caminhada de Jesus, além de registros posteriores a sua morte (Atos dos Apóstolos, Apocalipse e as Epístolas). Mas além da Bíblia, existem outras fontes?

De acordo com a historiadora Eliane Moura Silva, da Unicamp, “os fatos da vida de Cristo são relatados de passagem em alguns textos antigos, como a Vida dos Judeus, de Flávio Josefo, que viveu entre os anos 37 d.C. e 103 d.C., porém de forma pontual e não muito extensiva”. Há estudos que revelam ser verdadeiras muitas das referências históricas contidas nos Evangelhos do Novo Testamento, que tratam da vida de Cristo, mas que também foram escritos posteriormente. Trata-se de período conhecido da história do Império Romano, embora a Judeia (onde Jesus viveu) não fosse a principal preocupação nem a província romana mais importante na época.

“O testemunho transmitido por tradição oral nos primeiros séculos têm um peso decisivo, que não pode ser descartado”, pondera o professor doutor Luiz Carlos Susin, da PUC-RS. Mas o professor doutor James Veitch, in Birth of Jesus: History or Myth, afirma que Jesus foi basicamente um bom judeu que fez o melhor de si para apresentar Deus a seus contemporâneos, e teria sido Saulo de Tarso – que ficou conhecido posteriormente como Paulo – o responsável pela disseminação do cristianismo e pela divinização de Jesus. O historiador André Chevitarese, da UFRJ, explica: “Foi o grupo que catequizou Paulo que colocou a ressurreição como elemento central da cristandade de Jesus. E Paulo, um judeu helenizado, que falava grego e vivia em cidades, soube dialogar com outras culturas não judaicas, disseminando o cristianismo”.

Além da Sagrada Bíblia, como fontes podemos citar:

1. José ben Matias, mais conhecido por seu nome romano Tito Flávio Josefo (37 d.C.-100 d.C.)

O historiador Josefo que viveu ainda no primeiro século, nascido em Jerusalém (nasceu no ano 37 ou 38), conheceu a primitiva comunidade cristã e, como pertencente à nobreza sacerdotal judaica, ocupou-se criticamente dos seguidores de Jesus. Descendente da aristocracia sacerdotal de Jerusalém, ele acabou sendo escolhido como líder das forças judaicas na Galileia durante a grande revolta de seu povo contra os romanos (que foi de 66 d.C. a 73 d.C.). Encurralado com um punhado de seus homens pelas forças do general Vespasiano em Yodfat, ele sugeriu um pacto suicida para que os soldados judeus não caíssem nas mãos dos romanos e foi o único sobrevivente. Afirmou então ter tido uma visão divina de que Vespasiano seria o próximo imperador de Roma e, ao comunicar isso ao general, caiu nas graças do romano, ajudando as legiões romanas como negociador no decorrer da luta. Vespasiano de fato assumiu o controle do Império e recompensou Josefo com a cidadania romana, uma pensão e tempo livre para escrever, o que ele fez abundantemente em suas duas principais obras, “Antiguidades Judaicas” e “A Guerra dos Judeus”. A primeira obra foi escrita por volta do ano 90 — mais ou menos na época do Evangelho de João, ou mesmo do Evangelho de Lucas. Nos manuscritos em grego (Josefo escrevia em grego) que chegaram até nós há duas menções a Jesus, além de outra a João Batista, em “Antiguidades Judaicas”:

- "(O sumo sacerdote) Hanan reúne o Sinedrim em conselho judiciário e faz comparecer perante ele o irmão de Jesus cognominado Cristo (Tiago era o nome dele) com alguns outros" (Flavio Josefo, Antiguidades Judaicas, XX, p.1, apud Suma Católica contra os sem Deus, dirigida por Ivan Kologrivof. Ed José Olympio, Rio de Janeiro 1939, p. 254).

- "Foi naquele tempo (por ocasião da sublevação contra Pilatos que queria servir-se do tesouro do Templo para aduzir a Jerusalém a água de um manancial longínquo), que apareceu Jesus, homem sábio, se é que, falando dele, podemos usar este termo - homem. Pois ele fez coisas maravilhosas, e, para os que aceitam a verdade com prazer, foi um mestre. Atraiu a si muitos judeus, e também muitos gregos. Foi ele o Messias esperado; e quando Pilatos, por denúncia dos notáveis de nossa nação, o condenou a ser crucificado, os que antes o haviam amado durante a vida persistiram nesse amor, pois Ele lhes apareceu vivo de novo no terceiro dia, tal como haviam predito os divinos profetas, que tinham predito também outras coisas maravilhosas a respeito dele; e a espécie de gente que tira dele o nome de cristãos subsiste ainda em nossos dias". (Flávio Josefo, História dos Hebreus, Antiguidades Judaicas, XVIII, III, 3 , ed. cit. p. 254). (1, pg. 311 e 3).

2. Tácito (56-120 d.C.)

Tácito, historiador romano, também fala de Jesus.
"Para destruir o boato (que o acusava do incêndio de Roma), Nero supôs culpados e infringiu tormentos requintadíssimos àqueles cujas abominações os faziam detestar, e a quem a multidão chamava cristãos. Este nome lhes vem de Cristo, que, sob o principado de Tibério, o procurador Pôncio Pilatos entregara ao suplício. Reprimida incontinenti, essa detestável superstição repontava de novo, não mais somente na Judeia, onde nascera o mal, mas anda em Roma, para onde tudo quanto há de horroroso e de vergonhoso no mundo aflui e acha numerosa clientela" (Tácito, Anais , XV, 44 trad.) (1 pg. 311; 3)

3. Suetônio (69-122 d.C.)

Suetônio, na Vida dos Doze Césares, publicada nos anos 119-122, diz que o imperador Cláudio: "expulsou os judeus de Roma, tornados sob o impulso de Chrestos, uma causa de desordem"; e, na vida de Nero, que sucedeu a Cláudio, acrescenta: "Os cristãos, espécie de gente dada a uma superstição nova e perigosa, foram destinados ao suplício" (Suetônio, Vida dos doze Césares, n. 25, apud Suma Católica contra os sem Deus, p. 256-257). (1 pg. 311; 3)

4. Plínio, o Moço (61-114 d.C.)

Plínio, o moço, em carta ao imperador Trajano (Epist. lib. X, 96), nos anos 111 - 113, pede instrução a respeito dos cristãos, que se reuniam de manhã para cantar louvores a Cristo. (4, pg. 106). Em sua carta explica: "É meu costume, meu senhor, referir a ti tudo aquilo acerca do qual tenho dúvidas... Nunca presenciei a julgamento contra os cristãos... Eles admitem que toda sua culpa ou erro consiste nisso: que usam se reunir num dia marcado antes da alvorada, para cantar hino a Cristo como Deus... Parecia-me um caso sobre o qual devo te consultar, sobretudo pelo número dos acusados... De fato, muitos de toda idade, condição e sexo, são chamados em juízo e o serão. O contágio desta superstição invadiu não somente as cidades, mas também o interior; parece-me que ainda se possa fazer alguma coisa para parar e corrigir... " (Ep. X, 96).

5. Tertuliano (155-220 d.C.)

Escritor latino. Seus escritos constituem importantes documentos para a compreensão dos primeiros séculos do cristianismo. Ele escreveu: "Portanto, naqueles dias em que o nome cristão começou a se tornar conhecido no mundo, Tibério, tendo ele mesmo recebido informações sobre a verdade da divindade de Cristo, trouxe a questão perante o Senado, tendo já se decidido a favor de Cristo...".

6. Os Talmudes Judeus

A tradição judaica recolhe também notícias acerca de Jesus. Assim, no Talmude de Jerusalém e no da Babilônia incluem-se dados que, evidentemente, contradizem a visão cristã, mas que confirmam a existência histórica de Jesus de Nazaré.

7. Alcorão

Jesus, conhecido em árabe como Isa ou Isa ibn Maryam 'Jesus, filho de Maria', é um dos principais Profetas do Islã. O livro sagrado dos muçulmanos refere-se a Jesus em quinze capítulos e em noventa e três versos do corão. Ele é designado nestas escrituras de várias maneiras: al-Masih (messias), nabi (profeta), rasul (mensageiro), Ibn Maryam (filho de Maria), min al-muiarraben (entre os que estão próximos de Deus), wadjih (digno de louvor neste mundo e no próximo), mubarak (abençoado) e Abd Allah (servo de Allah). A virgindade de Maria é plenamente reconhecida pelo islã. No corão está escrito que Jesus nasceu de concepção virginal, um milagre de Deus (Allah, em árabe).

A terra e a gente de Jesus

Jesus viveu e atuou na Palestina, pequena faixa de terra com área de 20 mil quilômetros quadrados, dividida de alto a baixo por uma cadeia de montanhas. A cidade de Jerusalém contava com aproximadamente 50 mil habitantes. Por ocasião das grandes festas religiosas, chegava a receber 180 mil peregrinos. A economia centrava-se na agricultura, pecuária, pesca e artesanato. O poder efetivo sobre a região estava nas mãos dos romanos, que respeitavam a autonomia interna das regiões dominadas. O centro do poder político interno localizava-se no Templo de Jerusalém. Assessorado por 71 membros do Sinédrio (tribunal criminal, político e religioso), o sumo sacerdote exercia grande influência sobre os judeus, mesmo os que viviam fora da Palestina. Para o Templo e as sinagogas convergia a vida dos judeus. E foi nesta realidade que Jesus apareceu na História dessa região.

A cidade de Nazaré
Um vilarejo de trabalhadores rurais numa encosta de serra com, no máximo, 400 habitantes. Segundo os arqueólogos, essa era a cidade de Nazaré no tempo de Jesus. De tão pequena, a vila praticamente não é citada nos documentos da época. "As escavações arqueológicas na cidade não encontraram nenhuma construção importante que datasse do tempo de Jesus", diz o historiador John Dominic Crossan. "Em compensação, foram encontradas pequenas prensas de azeitonas para a fabricação de azeite, prensas de uvas para vinho, cisternas de água, porões para armazenar grãos e outros indícios de uma vida agrária de subsistência."

A residência em que Jesus cresceu devia ter chão de terra batida, teto de estrados de madeira cobertos com palha e muros de pedras empilhadas com barro, lama ou até uma mistura de esterco e palha para fazer o isolamento.

A Cruz e a História

"Como esse é um campo cheio de fé e paixões, a busca do Jesus histórico sempre foi um desafio", diz André Chevitarese, um dos maiores especialistas sobre o tema no país. "Enquanto um religioso conservador ressalta a dimensão espiritual da figura de Jesus, um teólogo da libertação vai buscar nele sua atuação como um revolucionário político." Jesus foi um revolucionário, podemos até dizer. Ele lutava contra as injustiças e viu as misérias e os sofrimentos da população da época. Também conviveu com os fortes preconceitos em relação às mulheres, samaritanos e pelos leprosos. Deparou-se com a forte repressão romana sobre os judeus e com os embates de grupos revoltosos. Questionou a corrupção e tentou rever alguns costumes judaicos. Foi nesse contexto histórico que Jesus viveu, sendo ele um fator de mudança. Ele falava com as pessoas, tinha atitudes nobres e era um exímio questionador. Não pregou o uso da violência, mas fazia com que os sacerdotes e as demais autoridades da região fossem questionados por suas atitudes e por seu mau exemplo.

A história de vida de Jesus termina com sua morte. A partir daí veremos entrar a ideia do Jesus teológico, no que diz respeito a sua ressurreição, os seus milagres e ascensão. Mas, a ressurreição é uma questão de fé e não de História. Assim, a História não tem o comprometimento de atuar nesse sentido, todavia, ela comprova a existência do Jesus de Nazaré, morto na cruz por seus ideais de mudança, os quais incomodaram por demais as autoridades judaicas. Foi crucificado, assim como qualquer outro criminoso, entretanto seu crime foi denunciar injustiças e anunciar suas ideias. E Yeshua, o judeu pobre que morreu durante a Páscoa em Jerusalém, foi cada vez mais reconhecido e divulgado por seus seguidores e até hoje sua história de vida é exemplo para muitos, mesmo para aqueles que não o seguem. Mas para nós, seguidores seus, “o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos sua glória, a glória que o Filho único recebe do seu Pai, cheio de graça e de verdade” (Jo 1, 14)

Fontes:
- A Bíblia de Jerusalém. (1998). São Paulo: Ed. Paulinas
- Alcorão: fonte digital do Centro Cultural Beneficente Árabe Islâmico de Foz do Iguaçu http://www.islam.com.br – página visitada em 16 de abril de 2014.
- Flávio Josefo: uma testemunha no tempo dos apóstolos; (tradução I. F. Leal Ferreira). - São Paulo: Paulus,1986.
- CHEVITARESE, André L., ARGÔLO, Paula F. & RIBEIRO, Raphaela S. (orgs.) Sociedade e Religião na Antigüidade Oriental. Rio de Janeiro: Fábrica de Livros / SENAI, 112-29.
- CHEVITARESE, André L., CORNELLI, Gabriele & SELVATICI, Monica. (orgs.) Jesus de Nazaré: Uma Outra História. São Paulo: Annablume; Fapesp, 2006.
- CROSSAN, Jonh D. O Jesus Histórico: a vida de um camponês judeu no Mediterrâneo. Rio de Janeiro: Imago Ed., 1994.

do capinchl de são borja!

O beijo…

Gaudério lá das bandas de Serafina Corrêa, o Olides Canton, como fazia quase todos os dias, saiu para pescar.

No meio da diversão, de repente, ele viu uma prenda a ponto de saltar da ponte do rio.

Homem puro, dono de um grande coração, o Olides não hesitou: recolheu o equipamento, se aproximou da prenda e foi logo perguntando.

- Que tu tá pensando fazer, guria? – questionou, com os olhos arregalados, cheio de preocupação.

- Vou me suicidar! – responde com uma voz delicada, cadenciada e, logo em seguida, ameaça pular.

Prestimoso, cada mais preocupado em evitar o pior, o Olides coça a cabeça, bota o cérebro para trabalhar e manda bala.

- Bem, antes de saltar, por que você não me dá um beijo? – questionou.

Ela abre um sorriso, acena com a cabeça, joga de lado os longos cabelos compridos, encaracolados, e dá um beijo longo, apaixonado, na boca do Olides.

A turma de pescadores ao lado da barraca aplaude efusivamente a cena.

Depois de desgrudar, o gaudério, realizado, recupera o fôlego, alisa a barba e admite.

- Este foi o melhor beijo que me deram na vida! É um talento que se perderá caso tu te suicide! – avisou o cara da serra.

Segundos depois, com a cabeça ainda cheia de dúvidas, o Olides resolveu tentar matar a charada.

- Agora você poderia me dizer por que quer morrer? – insistiu o gringo.

- Meus pais não gostam que eu me vista de mulher!!!!

Até hoje, na região, ninguém sabe dizer ao certo de o caso acabou como homicídio, suicídio ou duplo afogamento.

O RIGOR HIPNÓTICO DE OLIVEIRA

por Eron Duarte Fagundes

O estranho caso de Angélica (2010) é o mais novo filme do cineasta português Manoel de Oliveira. Teve algumas exibições em festivais no centro do país. E antes de chegar aos cinemas comerciais brasileiros, o espectador mais interessado pode vê-lo por uma transmissão de televisão a cabo há algum tempo. Finalmente aporta aos cinemas de Porto Alegre.

Desde já um destaque do que se possa vir a ver em experiências audiovisuais ao longo de 2014, a narrativa de Oliveira persegue, ainda e sempre, aquele rigor hipnótico que nasce da insistência em agudos planos fixos onde se exige do gesto do ator e se adiciona uma inteligência de fala um tanto quanto inusitada no meio cinematográfico; é um pouco como se Oliveira filmasse em seus filmes romances do século dezenove, tudo muito distante e polido, mas com uma intensidade de alma digna dos melhores artistas do passado e do presente. Mas não se pense que o velho Oliveira, literato e pensador, não tenha o senso do cinema; o cinema de Oliveira tem uma profundidade plástica que atinge o âmago do próprio cinema —como ocorre no francês Robert Bresson, mas diferentemente.

A história contada magistralmente em O estranho caso de Angélica parte da estranha necessidade de um grupo de pessoas que no início do filme está à procura dum fotógrafo para fotografar a morta da família. Batendo à porta dum fotógrafo que não está em casa, é-lhes indicado um tal de Isaac. É Isaac quem vai fotografar a bela morta. E Isaac acaba dando com o inesperado: a lente de sua câmara vê a jovem falecida a sorrir e a mexer-se como viva. Fora da câmara, não há senão cadáver: belo, mas cadáver. O pesadelo neurótico do fotógrafo é acompanhado com rigor e beleza pelo realizador luso. Fantasia e realidade se misturam exemplarmente em O estranho caso de Angélica.

Como num Bresson, tudo é muito medido em cada plano de Oliveira. Mas esta medida se dá pelas laterais da literatura, portuguesmente, e não pelo centro, como fazem os franceses, Rohmer ou Bresson. O filme começa citando o escritor lusitano Antero de Quental, cujos versos ali referidos em epígrafe falam de lírios, fins que são começos e começos que não permitem fins aos amores. É como se Oliveira, tratando aparentemente do amor entre um vivo e uma morta que parece não estar morta, quisesse aludir à eternidade do amor, sua sobrevivência à morte. O fotógrafo, amando uma morta, vence a morte, se eterniza. E é no jeito de olhar da câmara do fotógrafo que o cineasta busca um olhar correspondente no observador: um olhar que transcenda, um olhar imortal para o espaço plástico do cinema.

Para os brasileiros, ao menos duas curiosidades diretas. O brasileiro (embora não nascido aqui) Leon Cakoff e sua Mostra Internacional de São Paulo participaram da produção do filme. Além disto, Oliveira homenageia o cinema brasileiro com as breves aparições da atriz Ana Maria Magalhães, cujo signo de “índia brasileira” a marcou desde Como era gostoso o meu francês (1970), onde vivia uma selvagem para seu então marido, o diretor Nelson Pereira dos Santos.

O próximo projeto cinematográfico de Manoel de Oliveira é A igreja do diabo, que pretende ser a reunião em filme de três contos do ficcionista brasileiro Machado de Assis, entre eles a parábola metafísica que daria título ao filme e é um dos mais arrebatadores textos em língua portuguesa. Enfim, nova brasilidade do mestre português.

de Serafina

UAB recebe computadores

A Universidade Aberta Brasil ? Polo de Serafina Corrêa recebeu, no mês de Abril de 2014, 19 computadores e uma impressora colorida multifuncional, através do Governo Federal. Os equipamentos foram recebidos com os programas licenciados e já estão em funcionamento no Polo UAB, localizado junto à Escola Municipal de Ensino Fundamental Leonora Marchioro Bellenzier, Bairro Gramadinho, em Serafina Corrêa/RS. Os substituídos foram repassados para os diversos setores da Administração Pública Municipal, para um melhor aproveitamento, já que os mesmos estão em boas condições de uso. O laboratório da UAB de Serafina Corrêa é utilizado pelos alunos dos cursos de Graduação e Pós-Graduação do Polo de Apoio Presencial no turno da noite e no período diurno é disponibilizado aos alunos da Escola Municipal Leonora Marchioro Bellenzier. Além disso, a utilização está aberta a população em geral, mediante agendamento prévio junto ao Polo. Mais informações: 3444 3035.

Campanha de Vacinação contra a Gripe 2014 Não dá pra vacilar...tem que vacinar!

A Secretaria Municipal de Saúde de Serafina Corrêa, através da Vigilância em Saúde, está divulgando a Campanha de Vacinação contra a Influenza neste ano de 2014, no período de 22 de Abril a 09 de Maio, sendo o sábado, 26 de Abril de 2014, o dia de Mobilização Nacional. A Influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral e é um problema de saúde pública. Essa doença pode levar a complicações graves e ao óbito, especialmente nos grupos de alto risco para as complicações da doença. A composição da vacina para gripe sazonal é atualizada a cada ano, de acordo com os vírus circulantes, para garantir a eficácia do produto. Essa vacina possui três tipos de cepas de vírus em combinação, sendo dois deles vírus similares ao influenza A (H1N1 e H3N2) e um vírus similar ao vírus influenza B. Assim, essa vacina pode proteger contra a gripe sazonal e contra o influenza A. É importante lembrar que a gripe A (H1N1) causou uma grande epidemia mundial em 2009, chegando a registrar centenas de mortes no estado. O importante é prevenir e a vacinação sem dúvida é a melhor forma! Mesmo com as vacinas em dia, é preciso lembrar-se das normas de higiene com as mãos (mantê-las sempre limpas) e com os alimentos. Evite ficar em locais fechados e com muitas pessoas, faça limpezas periódicas no ar condicionado e sempre proteja a boca e ou o nariz quando for tossir e espirrar. Tudo isso pode levar a contaminações e disseminação de doenças.

CRONOGRAMA DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE 2014:
Local: Sala de Vacina do Centro Municipal de Saúde, das 7:30 às 19:00, de segunda-feira a sexta-feira. No dia D (26/04/2014): todas as Unidades Básicas do município estarão abertas das 08:00 às 17:00, sem fechar ao meio-dia. O Posto de Silva Jardim estará aberto das 09:00 às 10:00. Também, no dia D da Campanha haverá uma unidade móvel para atender os Idosos ou Grupos de Risco acamados, (impossibilitados de comparecerem nas unidades de saúde). Para tal, é importante que as pessoas informem no setor de vacinas o nome e endereço, para que possa ser agendada e realizada a busca ativa desses pacientes.

PÚBLICO ALVO:
- pessoas com 60 anos de idade ou mais;
- crianças de 6 meses a menores de 5 anos;
- gestantes independente da idade gestacional;
- puérperas até 45 dias após o parto;
- trabalhadores da saúde;
- indígenas e população privada de liberdade;
- pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais

Indicações
Doença respiratória crônica
Asma em uso de corticóides inalatório ou sistêmico (Moderada ou Grave);
DPOC;
Bronquioectasia;
Fibrose Cística;
Doenças Intersticiais do pulmão;
Displasia broncopulmonar;
Hipertensão arterial Pulmonar;
Crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade.
Doença cardíaca crônica
Doença cardíaca congênita;
Hipertensão arterial sistêmica com comorbidade;
Doença cardíaca isquêmica;
Insuficiência cardíaca.
Doença renal crônica
Doença renal moderada e grave (estágios 3,4 e 5 ou TFG < 60ml/mim);
Síndrome nefrótica;
Paciente em diálise.
Doença hepática crônica
Atresia biliar;
Hepatites crônicas;
Cirrose.
Doença neurológica crônica
Condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica;
Considerar as necessidades clínicas individuais dos pacientes incluindo: AVC, Indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla, e condições similares;
Doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular;
Deficiência neurológica grave.
Diabetes
Diabetes Mellitus tipo I e tipo II em uso de medicamentos.
Imunossupressão
Imunodeficiência congênita ou adquirida
Imunossupressão por doenças ou medicamentos
HIV/AIDS
Obesos
Obesidade grau III ou obesidade mórbida *
Transplantados
Órgãos sólidos;
Medula óssea.
Portadores de trissomias
Síndrome de Down, Síndrome de Klinefelter, Síndrome de Wakany, dentre outras

Observação: Para as pessoas portadoras de doenças crônicas, em atendimento no Sistema Único de Saúde, rede privada ou conveniada, mantém-se a necessidade de prescrição médica ou xerox de uma receita atualizada (2013/2014) que comprove a sua condição de paciente portador de doença crônica. Esse documento deverá ser apresentado no dia da vacinação. A RECEITA ficará retida na Unidade de Saúde onde for realizada a vacinação.

 

17 de abril de 2014

enterro de adão oliveira

ao som de Hey Jude, dos beatles,dezenas de amigos e colegas se despediram esta manhã no crematório são josé do adão oliveira que faleceu na terça aos 65 anos.

adão morreu 29 anos depois da morte de tancredo neves, fato que ele acompanhou muito de perto como repórter politico em Brasília.

Muitos politicos e colegas foram ao velório, principalmente na hora da despedida.

presentes os filhos e a atual esposa.

Adão tinha sérios problemas de saúde e há um ano atrás teve um AVC.

vai gordo, nós ficaremos vigiando daqui.

velório de adão oliveira



celso bernardi, josé fortunatti e luis fernando morais



colegas e a placa colocada na capela funerária.



colegas olham o cartaz colocado na entrada da capela funerária, affonso ritter colega do adão e guilherme kolling, de barba, do jc...

colegas e o vereador rui nedel, do pp

jaimar cabral, camara e um colega do JC e esposa deixam o funeral do colega. nesta manha de quarta.

enterro de jornalista não pode ter foto....

que estranho, estava fazendo umas fotos pro meu blog esta manhã no velório do adão oliveira, quando a isara marques me avisou ' que os filhos ' não queriam fotos....ela me falou numa boa...

fico pensando.o cara passa a vida toda vivendo de jornalismo, sim porque o adão no caso viveu sempre da liberdade de imprensa , pelo menos é o que se deduz e depois no seu velório os filhos proibem fazer fotos....

ah, mas eu acho que se fosse da zero ou do correio eles não iam pedir pra parar de fotografar. é que se acham muito,nem tanto, nem tanto senhores.

adão

fiz a melhor cobertura dos blogs da morte do adãozinho. era eu que sabia mais que os outros. tinha convivido com ele em anos atrás.
depois tinha conhecimento só pelo jornal.

quando fiquei sabendo da morte dele, fui atrás de minhas fichas aqui.isto é muito util pra mim. ainda penso emf azer um pequendo dicionário da imprensa gaúcha.

os outros quefizeram mateira fizeram oficialmente. nada contra. mas eu conhecia o gordo.

tres passos

tinha passado o dia envolvido com a morte do adão. no fim da tarde fui no sindicato dos jornalistas ver as demissões. o cristiano nunes me desconversou dizendo que não tem tantas...

mas ouvi umas colegas que tão fazendo um curso de português - o sempre de mesmo - pro concurso da TVE conversando sobre uma morte. mas elas falavam no nardoni, ....pensei...o que tem isto agora...

agora de manhã ouvi o andré haar babandó ódio com o mendelsky( que ficava meio de fora do papo) sobre o caso de tres passos.

engraçado como esta gente se acha JUIZ DO MUNDO E DOS OUTROS.FALO DO COMENTÁRIO DO ANDRE HAAR MESMO.(OLIDES CANTON)

de são borja

Neusa Penalvo foi pros afuera. volta quinta. olivio dutra vai ficar na sua casa na ida pra Barranca....

* zé ivo sartori era pra tar em são borja na terça. mas ninguém viu nada...

* cassia carpes é sim candidato a deputado.

* capincho quer largar fora da politica.

mas em cazias se trabalha muito. ninguém larga o trabalho as 4 da tarde. isto só em gabinete de deputado em porto alegre.

Grenal

coleguinhas no centenário no ultimo domingo, dia do grenal. a turma se vira no computador.

coleguinhas

GUARACI ESTÁ COMPROGRAMA NA TEVE...



O fotografo Guaracy andrade está com programa numa tevê...depois de ter tentado a sorte com uma revista de vanidades- exploração da vaidade - ele agora está com um programa na televisão. nãos ei bem o que é porqu enão vejo teve.

Claudia Nocchi



A ex-reporter do JB e do RBS TV largou o jornalismo diário.Virou atrás de uma peça da Marta Medeiros, por uma temporada.

Martha medeiros é chata???

é pode ser. estes dias no lançamento do livro da lya Luft uma conhecida a viu e a chou chata. sei lá!!!

PARADAS QUEBRADAS....

PORTO ALEGRE PARECE UM ABANDONO

na parada de onbius na frente do Instituo de Educaão vejam esta ' beleza ' da amdinistração magrão que só cuida de gatos e caes...

uma lampada caiu e está lá há oito dias ...com cacos de vidro pelo chão. uma parada de onibus com grande movimento.

da-lhe magrão, tua adminsitração é uma beleza...pros cachorros e gatos!

fotos do Luizinho Morem

Esses Aqui são os AMIGO , mais sinceros do ano !

Sartori cumpre roteiro na Metade Sul

A necessidade de desenvolver industrialmente a Metade Sul do Estado – gerando emprego, renda -, tem sido tema de permanente debate no PMDB. Ao assumir a condição de pré-candidato ao Palácio Piratini José Ivo Sartori priorizou em sua agenda visita às regiões do Rio Grande do Sul situadas neste eixo. Nos últimos dois dias, 15 e 16, Sartori percorreu os municípios de Santa Maria, Santiago, São Borja, Itaqui, Uruguaiana, Santana do Livramento e Dom Pedrito. Por onde passou fez questão de conversar com o partido e com representantes da sociedade civil organizada para se atualizar sobre as reais dificuldades e prospectar canais de desenvolvimento. Oriundo de uma região desenvolvida industrialmente e ex-prefeito de Caxias do Sul com o Governo aprovado por 80% da população, Sartori conhece de perto as transformações sociais refletidas por essa atuação econômica. E para ampliar a percepção real da Metade Sul, a principal mensagem de Sartori para os correligionários foi de que participem da construção do Plano de Governo.

Projeto do PMDB

Em Santa Maria, no Centro do Estado, o presidente do Diretório Municipal Aldo Fossá se comprometeu em formar um grupo de estudos para formular propostas para o projeto do PMDB. O grupo, com profissionais de diferentes áreas, filiados ou não, se reunirá nos próximos dias. O mesmo ocorrerá nos nove municípios da Fronteira Oeste, que conta com 285 mil eleitores. Segundo o coordenador Leonardo Gonçalves cada diretório se reunirá individualmente para sugerir propostas para o seu município específico e – num encontro regional previsto para ocorrer no início da segunda quinzena de maio –, a coordenadoria juntará as sugestões para redigir o documento final da Fronteira Oeste.

Devido as longas distâncias geográficas a coordenadoria se dividiu em dois encontros para ouvir Sartori na última terça-feira. O primeiro foi em Itaqui e o segundo em Uruguaiana, reunindo um total de 300 peemedebistas. Em São Borja, acompanhado da direção do PMDB local, o pré-candidato visitou a Associação Comercial, Industrial, de Prestação de Serviços e Agropecuária de São Borja (ACISB), quando estiveram presentes 30 empresários dos mais diversos segmentos. O debate se concentrou na necessidade da atração de investimentos para a região, o que poderá deflagrar a industrialização da Fronteira.

Municipalização da campanha

Em Santiago, no Vale do Jaguari, José Ivo Sartori participou de evento partidário com representantes dos 14 municípios da região. O destaque foi a mobilização em prol da municipalização e regionalização da campanha, que recebeu forte apelo por parte da base. O tema também permeou a conversa em Dom Pedrito, onde o pré-candidato se reuniu com o prefeito Lídio Bastos e com líderes locais da legenda. A proposta foi recebida com pleno otimismo. Segundo os líderes, esse se tornou um componente a mais para motivação. Em Santana do Livramento a motivação partiu da disposição de o PMDB local contribuir com a eleição proporcional. Além da confirmação da pré-candidatura da vereadora Carine Frassoni à Assembleia Legislativa, foram lançados os nomes dos seus colegas de bancada Hanney Carvalho e Jason dos Santos Flores à Câmara dos Deputados.

O diferencial de Sartori

Por onde passou José Ivo Sartori conquistou. Essa foi a opinião unânime de quem participou dos roteiros. A vice-prefeita de Maçambará, Adriane Schramm, do PSDB, lançou seu apoio à pré-candidatura do PMDB e declarou: “A política está precisando de homens públicos como Sartori.” A vereadora de Santana do Livramento Carine Frassoni elogiou a postura política e partidária do pré-candidato. “Ele nos transmitiu tranquilidade e muita paz interior, o que nos dá segurança e incentivo. Carine citou que ele cativou inclusive os profissionais de imprensa pela que participaram de coletiva pela sua simplicidade e acessibilidade”, enalteceu Carine. O prefeito Lídio Bastos de Dom Pedrito observou: “A mensagem que ele nos transmitiu foi de otimismo e de responsabilidade para com o Rio Grande.”

Avaliação do roteiro

O roteiro de Sartori dos dias 15 e 16 contou com a presença do presidente do Diretório Estadual, deputado Edson Brum, que junto com Ibsen Pinheiro, é coordenador político da pré-campanha. Edson Brum afirmou ter sido impressionante o entusiasmo das pessoas com Sartori, especialmente pelo tom do discurso. "Ele é firme, coerente, não faz promessas irreais, é humilde e chama a atenção para que todos tenhámos responsabilidade com o partido e com o Estado", definiu o presidente estadual. Ainda marcaram presença nas reuniões prefeitos, vices, vereadores, presidentes municipais, coordenadores regionais e pré-candidatos à chapa proporcional.

NOVA LEI DE INCÊNDIOS REPRESA EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS

Devido à nova lei estadual de segurança, prevenção e proteção contra incêndios nas edificações está havendo um represamento no licenciamento de novos empreendimentos imobiliários. O problema ocorre porque a lei entrou em vigor, em 26 de dezembro último, não permitindo um período de adaptação dos projetos em andamento. Outro entrave é que ainda não foi providenciada a sua regulamentação pelo governo do Estado.

O tema foi debatido hoje (14) durante seminário promovido pela Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul (SERGS) em sua sede social, localizada no bairro Pedra Redonda, em Porto Alegre, coordenado pelo presidente da entidade, eng. Hilário Pires.

Foi explicado que vários empreendimentos, que já tinham o seu projeto de prevenção contra incêndios aprovados pelo Corpo de Bombeiros, anteriores à nova lei, estão tendo suas cartas de habite-se negadas pelas Prefeituras. Isto porque o Corpo de Bombeiros local exige a sua adequação ao novo texto legal.

A nova legislação igualmente enseja outras dificuldades: há casos em que as estruturas dos prédios poderão ser acrescidas em até 30% do seu volume, em função das exigências de compartimentação de áreas, para evitar a propagação das chamas.

Também os projetos arquitetônicos terão que ser apresentados como anteprojetos, para a elaboração do Projeto de Prevenção e Proteção Contra Incêndios (PrPCI), o qual será submetido ao Corpo de Bombeiros. Somente após a sua aprovação, poderá o mesmo ser encaminhado para o pedido de licenciamento nas Prefeituras. Caso não atenda este rito, o projeto arquitetônico poderá sofrer modificações após licenciado, inclusive no tocante a fachadas e distanciamento de aberturas.

Outra dificuldade é que o Corpo de Bombeiros não possui estrutura adequada nem profissionais em número suficiente para a aprovação dos projetos e fiscalização. Por 2014 ser ano eleitoral, estão suspensas novas contratações de pessoal. Uma alternativa prevista na lei, seria a criação de convênios com entidades, como a própria SERGS que poderia colocar profissionais da área tecnológica à disposição do Corpo de Bombeiros.

O Seminário teve entre seus palestrantes o autor do projeto da nova lei, deputado Adão Villaverde e contou com a presença de representantes de entidades como o Sinduscon-RS, Famurs entre outras e também incluiu a apresentação de tecnologias inovadoras para a prevenção de incêndios.

Feliz Páscoa

UMA GAROTA ENTRE DOIS GAROTOS

por Eron Duarte Fagundes

O grande trunfo de Hoje eu quero voltar sozinho (2014), de Daniel Ribeiro, é a naturalidade com que tudo se passa em cena. O universo de jovens estudantes retratados está recheado de diálogos autênticos e de uma autêntica sinceridade interpretativa. Às vezes parece estarmos quase diante de uma fotografia da juventude brasileira contemporânea. É claro que a crueldade jovem é amenizada nas soluções do filme, voltadas para algumas facilidades emocionais; isto diminui o impacto narrativo, mas não arranca ao filme seu âmago sanguíneo.

Deficiência física e homossexualismo se juntam num filme para falar dos preconceitos sociais, assuntos mais ou menos da moda, o que facilita a comercialização deste filme sem as características industriais que arrebatou o público a partir do Festival de Berlim. Mas a grande voracidade da realização é na verdade o tema da amizade entre uma garota e um rapaz cego que lá pelas tantas descobre sua homossexualidade. É a força desta amizade, que enfrenta seus percalços e sabe dar a volta por cima, que dá a Hoje eu quero voltar sozinho um engenho fílmico muito particular. Lateralmente, os conflitos do jovem homossexual e cego ajudam a dar uma atmosfera de rebeldia àquilo que se quer demonstrar. Mas esta rebeldia fugaz se esboroa diante das intenções constantemente conciliadoras da história como um todo.

de Serafina

Assembleia do Orçamento Estadual 2015

A Prefeitura de Serafina Corrêa, através da Coordenação dos Conselhos Municipais, convida toda a população para a Assembleia Municipal do Orçamento Participativo 2015 que será realizada no dia 28 de Abril de 2014, segunda-feira, às 19h, no Auditório da Escola Municipal Leonora Marchioro Bellenzier, Bairro Gramadinho, Serafina Corrêa/RS. Essa etapa do Ciclo Orçamentário acontece com a realização das Assembleias Municipais em cada uma das 32 cidades que compõem o COREDE Serra. Estão previstos para o Orçamento Participativo 2015, R$ 9.270.000,00, nas seguintes áreas:

1 - Saúde - 20%
6 - Educação Superior - 5%
2 - Educação Básica - 10%
7 - Habitação, Des. Urbano, San - 7,5%
3 - Segurança Pública - 15%
8 - Planejamento - 5%
4 - Desenvolvimento Rural - 15%
9 - Desenvolvimento Econômico - 7,5%
5 - Esporte, Lazer e Turismo - 10%
10 - Meio Ambiente e Recursos Hídricos - 5%

Participe da Assembleia do Orçamento Participativo 2015, dia 28 de
Abril de 2014, segunda-feira, às 19h, no Auditório da Escola Municipal
Leonora Marchioro Bellenzier, Bairro Gramadinho, Serafina Corrêa/RS.

CONVITE

Estão abertas as inscrições para o Campeonato Municipal de Futsal 2014 ? Categorias de Base Masculino. As fichas de inscrição poderão ser retiradas até o dia 30 de Abril na Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo, na Rua Ipiranga, em frente à CORSAN. Pré-Mirim(2004/2003), Mirim(2002/2001), Infantil (2000/99), Juvenil (98/97). Os jogos serão realizados aos Sábados, a partir das 17 horas, no Ginásio Municipal Irceu Antônio Gasparin. A reunião com os responsáveis e devolução das fichas devidamente preenchidas e com o valor da inscrição será no dia 06 de Maio, às 18h, na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo. Valor da Inscrição: R$ 75,00 cada equipe. Previsão de início do Campeonato para 17 de Maio.
Promoção: Prefeitura Municipal de Serafina Corrêa Realização: Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo
Departamento de Esportes
Departamento da Juventude
Apoio: Conselho Municipal de Esportes

 

16 de abril de 2014

MORRE O ADÃOZINHO

VAI FAZER JORNAL COM O SERGINHO ROS

Um telefonema do Lauro Dieckmann me pôs a par agora há poucos minutos da morte do Adão Oliveira, o ' gordo' como o Serginho Ross, que morreu no ano passado o chamava. Parece que os dois até combinaram em morrer meio perto um do outro...

Conheço o Adão desde os anos 70, quando ele cobria praia pela Gaúcha, me parece e eu pela Zero....O Adão creio que nunca foi da zero, era chefe na Gaúcha, aliás o gordinho sempre gostou de ser chefe, andava com sua turma...

Nascido em Canguçu, era também um grande lobista...gostava de ir nas coletivas da senadora Ana Amélia nos últimos tempos porque ambos foram chefes de sucursais em Brasília.

Tive que lidar com o gordinho também quando ele veio assumir a Comunicação durante a inauguração do trem metropolitano...

Não levava ninguém de compadre, mas se fosse teu amigo era teu amigo. Comigo ele nunca fez desaforos....por mim ele pode ir pro céu...

BRIGA COM HAROLDO

Adão era um mini Brizola, brigou com muita gente. Quando ele era chefe de esportes da Rádio Gaúcha, se desentendeu com Haroldo de Souza que acabou sendo excluído da equipe que ia cobrir o Mundialito no Uruguai.

Pra época isto não era pouca coisa..Hoje em dia não quer dizer mais nada.

Há muitos anos que andava na politica...cobrindo política. Se não me falha a memória, a última vez que encontrei o Adão foi a poucos dias atrás no lançamento da campanha do Ze Ivo Sartori . Estava bem mais magro. Tinha passado de 96 kg pra 72 me parece.

O Adão era diabético e isto foi uma luta que ele levou adiante.

Que descanse em Paz.....(Olides Canton)

O GORDO NOS ANOS 70



Esta foto é do adão quando ainda não tinha se sofisticado. nos anos 70.

filho de Marcelino Coutinho de Oliveira, ele completou 65 anos no dia 21 de março passado.

seu nome completo era adão osmar dos santos de oliveira.

foi muito cupincha do senador Carlos Alberto Chiarelli a quem deve muito sua ascenção dentro de alguns órgãos públicos onde ele trabalhou, como a Cohab, no RS.

Era muito briguento. Uma de suas brigas fortes foi com o ministro dos transportes Eliseu Padilha. A coisa ali foi feia...

Adãozinho, ou o gordo, gostava de uma rinha, pelo visto. Ultimamente andava mais quieto, parecia que tinha encontrado um pouco de paz.

Na minha ficha que tenho dele está anotado:

- teve rixas homéricas com colegas e com politicos. Com colegas uma foi com o Haroldo de Souza que ele tirou da escala no Mundialito de 1980, no Uruguai, por uma briga que tiveram. Adão era o coordenador de esportes da Gaucha.

Com adão, diz aqui minha ficha ,era oito ou oitenta.

pertenceu a um grupo de jornalistas que eu chamo de ' aulicos', ou seja, que estão sempre por perto do poder.

Tem uma história famosa dele: quando Falcão se mudou pra Roma, Adão foi pra lá, atrás do seu ídolo. Ganhou por isto uma licença especial do governador Amaral de Souza, já que Roberto Xavier, que era seu chefe, não queria liberar o Adão. Adão ficou mais do que o tempo que dissera que ia ficcar provocando grande ciúmes nos colegas palacianos.

como adão oliveira foi pro JC

Os milhares de leitores diários do adão oliveira não sabem como ele acabou entrando lá no tempo da nova república do tancredo sarney e caterva.

aconteceu que o JC estava fazendo uma reformalação e precisava de um bom lobista em BSB pra conseguir verbas...

adão já tinha conseguido levar pro JC um caderno inteiro de inauguração do trem metropolitano. isto foi uma baita grana naquele jornal sempre com dificuldades.( os cavalos de um dos donos custavam caros...)

adão foi posto lá em Bsb pra ficar junto do pessoal da Nova República e trazer verbas principalmente junto a Nelso Proença que tinha uma pasta importante, a SEAC(secretaria especial ações comunitárias) aquela que dava o tiquete do leite, lembram...

adão fez seu trabalho e acabou começando a assinar uma coluna no JC e ali ficou. nos ultimos anos era muito lido porque era um dos poucos colunitas locais que conhecia perfeitamente os bastidores de Brasilia.

mas adão era pavio curto e se indispos com muita gente.brigou na band de onde foi embora do jornal gente entre outros quiproquos que criou na vida.
da-lhe lá no ceu adão zinho de deus....
teus leitores de lá vão ler.

MEMORIA

O DESARRANJO DO ADÃO

AGORA QUE o adão ' gordo' de oliveira morreu posso contar esta:

numa viagem que fizemos pela rondônia, quando ele trabalhava no Ministério dos Transportes, adão teve uma indisposição intestinal que vou te contar. caganeira mesmo...
isto era 1983.
no meio da viagem, ele pediu pra ficar no matagal. fora uma comida que lhe fez mal comida na noite anterior numa oferta do governador Julio campos, do PDS(lembrfam do PDS????)

depois um carro do ministério dos transportes levou ele até um hospital pra tomar soro...de lá ele embarcou num jatinho e voltou pra Brasília. nós seguimos viagem...

outra boa do adão

serginho ros o levou pra trabalhar com ele no MT em brasília. quando serginho viu, o adão já tinha umas 3 ,ou 4 secretárias em volta dele e mais mordomia que o próprio gabinete do ministro, no caso o cloraldino.

* quando ele veio montar a inauguração do trem metropolitano exigiu um carro pra comunicação social, ou seja, pra ele.

só que tinha carro na empresa era o presidente, o coronel Muratore. os caras deram mas ficaram putos com o ' gordo'.

* tinha muita gente me comentando a coluna dele no JC. ele andava sendo muito lido.

* esta é boa também...anos atrás ele e o carlos bastos foram num enterro. mas nenhum dos dois tomou nota do cemitério. não lembro quem era o morto. procuraram num local errado, deram com defuntos que não conheciam, pegaram um táxi e voltaram pro JC.

Um olhando pra cara do outro...ué, mas tu não tinha o nome do cemitério,dia um pro outro.

* uma vez,a lguns anos atrás, ele pegou um comentário da folha de são paulo e lascou seu nome como sua coluna no JC.alguém fez chegar isto a folha e deu um puta xabu...o gordo se incomodou.

* adão tinha um problema de dicção era dificil ouvi-lo no rádio. na tevê não deu certo. ele tinha um blog.

* tempos atrás no banrisul ele me comentou que me lia quase sempre....

* grande gordõ, vá em paz.....

niver do lasier

cantaram dante ramon ledesma e daniel torres.

* Olivio Dutra estará novamente na BARRANCA NESTE FIM DE SEMANA em são borja

* candidatos de SB a deputado estadual Dornelles, do PP, Cassiá do Solidariedade, e Jefferson Homrich, pelo PTB

O NIVER DO LASIER

Fotos: Luizinho Morem

NA SEGUNDA LASIER MARTINS FEZ NIVER...NAS FOTOS ARTHUR ZANELLA, A ESPOSA DO VIEIRINHA, O PROPRIO...NA OUTRA FOTO, LASIER RECEBE UMA TORTA PELO NIVER DELE. TUDO ISTO NUMA CHURRASCARIA DA CAPITAL.

NANDO FOI GANHANDO MAIS



é o que se comenta que ele teria ido ganhando TRES vezes mais do que na Gaucha...e que não foi demitido, ele pediu pra siar...

de Caxias

Pôr de sol em Cazias

No domingo passado,dia 13.04, depois do grenal fui pro apê do Mansueto Serafini. De lá fiz umas fotos do fim do dia e do começo do anoitecer. Estava bem frio!

o lindo fim de tarde de domingo passado em Caxias do Sul.Enquanto os colorados faziam a festa na rua Garibaldi indo em direção a Pr. Dante Alighieri, fiquei vendo um baita por do sol do ape do Mansueto Serafini.

As tres fotos finais do fim de tarde de domingo em Caxias do Sul.

CAZIAS

domingo antes de ir ao jogo, fui tomar umc afé com o mansueto serafini. estou convencendo ele a escrever um livro sobre a polticia de caxias. seria uma boa....

Cazias (1)

mansueto foi duas vezes prefeito de caxias. Hoje, viúvo, vive no centro e fica arrumando seu arquivo pessoal

Cazias(2)

Mansueto não foi ao jogo porque diz que é só torcedor do Caxias.

Grenal

LCRECHE está na band...o que se diz por aí é que ele tinha 580 mil em anúncios(comissão) pra receber da Record. quando saiu, viu parte deste dinheiro.

o outro é o baldasso acho que locutor da band am...no domingo passado no centenário em caxias..

dOS LEITORES

uM LEITor irado me mandouisto agora cedo...
FHC dizia que os aposentados são VAGABUNDOS....

tenho uma porção de primos lá em serafina que i juga le carte todas as tardes no salão da paróquia. KKKK(olides)

Enviada: Terça-feira, 15 de Abril de 2014 11:28
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: RE:

gigolô do INSS

Os engasgos da Terceira Perimetral

Texto e fotos de Marcio de Almeida Bueno

No eixo Carlos Gomes da Terceira Perimetral, as obras seguem a todo vapor. 'Só que não', como se diz atualmente. O corredor de ônibus segue trancado em algumas partes, e na esquina com a Anita Garibaldi parece tudo abandonado. Como há trechos em que se deve pegar o ônibus na calçada, e em outros lugares no corredor, ninguém sabe ao certo. Peguei T2 no último sábado, 11, e nem o motorista sabia direito, e a cobradora teve que avisar que ele precisava ter saído do corredor em determinado ponto - foi necessário manobrar no 35 CTG, e retornar para a Barão do Amazonas. Um taxista me disse que no futuro viaduto por sobre a Bento Gonçalves, deixam dois ou três operários trabalhando, para não dizerem que está parado.

Problema na rede elétrica retarda abertura da Feira do Peixe

A 234ª Feira do Peixe, com abertura prevista para as 8h desta terça-feira, 15, no Largo Glênio Peres, deverá iniciar as atividades a partir da tarde de hoje. A empresa JP Produções, contratada por licitação para realizar a montagem da infraestrutura, não concluiu a instalação da rede elétrica na segunda-feira, conforme prevê o contrato junto à Secretaria Municipal de Produção, Indústria e Comércio (Smic). Ainda, um dos fusíveis da rede de responsabilidade da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) está queimado, e a companhia foi acionada para substituição do equipamento necessário ao abastecimento da estrutura das bancas. Organizada pela Prefeitura por intermédio da (Smic), a feira terá um total de 65 bancas, 59 com pescado, uma com peixes vivos e cinco com produtos de alimentação. Duas unidades servirão peixe assado na taquara. O horário de funcionamento será das 8h às 22h, com exceção da Sexta-feira Santa, dia do encerramento, quando fecha ao meio-dia.

Restinga e Belém Novo - Entre os dias 16 e 18 de abril, será realizada a 12ª Feira do Peixe da Restinga com seis bancas de pescado, uma com peixes vivos, três de alimentação, uma de vinhos, além de bancas de artesanato e hortigranjeiros. A feira funcionará das 8h às 22h na Esplanada da Restinga. Também na quarta-feira, 16, terá início a 3ª Feira do Peixe de Belém Novo na praça Inácio Antonio da Silva, em frente à Igreja Nossa Senhora de Belém, com duas bancas de pescado, uma de bolinho de peixe, uma com peixes vivos e seis de artesanato feito pela comunidade local. Com encerramento marcado para sábado, 19, é promovida pela SMIC, Centro Administrativo Regional (CAR) Extremo-Sul e pela Associação dos Pescadores e Piscicultores do Extremo Sul (Appesul. A feira também funciona das 8h às 22horas.

Investimento - Conforme o titular da Smic, Humberto Goulart, a prefeitura está investindo R$ 158.950,00 na infraestrutura da colônia de pescadores, no Largo Glênio Peres e na Restinga. O objetivo é superar as 305 toneladas vendidas no ano passado entre o Largo Glênio Peres e a Restinga. “A prefeitura apoia a pesca e a piscicultura para gerar emprego e renda para as comunidades das Ilhas, pescadores da zona Sul e criadores, além de levar uma alimentação saudável aos porto-alegrenses”, afirma Goulart.

Peixe na merenda - O Projeto de Incentivo à Piscicultura da Divisão de Fomento Agropecuário da Smic iniciou em 2006 e já atendeu mais de 50 proprietários rurais e 60 famílias de pescadores de Belém Novo e bairros vizinhos. Este ano, a SMIC deverá abrir mais 50 tanques com a retroescavadeira comprada no final de 2013. A maior parte do pescado processada no entreposto da Associação dos Pescadores e Piscicultores do Extremo Sul (Appesul) é destinada à alimentação dos alunos de escolas das redes estadual e municipal de Porto Alegre. No ano passado, foram entregues às escolas 53.641 quilos de peixe, entre filés e bolinhos.

Decreto altera ponto facultativo da Semana Santa

Está publicado no Diário Oficial do Município (DOPA) desta segunda-feira, 14, o Decreto nº 18.617/14, que suspende o ponto facultativo em Porto Alegre após o meio-dia da próxima quinta-feira, 17. Por determinação do prefeito José Fortunati, fica suspenso, apenas em 2014, o artigo 1º do Decreto 10.149, que torna ponto facultativo as quintas-feiras santas. Acesse aqui o decreto. A medida foi adotada em função do feriado prolongado, provocado pela coincidência de datas entre a Páscoa e o feriado de Tiradentes, em 21 de abril. Com a decisão, será reduzido o período de interrupção em alguns serviços públicos para a população, entre o feriado da Paixão de Cristo, na sexta-feira, 18, e a segunda-feira, 21. Neste período, os órgãos que realizam atividades essenciais atuarão em regime de plantão. Na área da saúde, de sexta a segunda-feira serão mantidas as atividades nos Pronto Atendimentos (PAs) e nas emergências dos hospitais de Pronto Socorro (HPS) e Presidente Vargas. Os serviços nas unidades básicas de saúde (UBSs) e de saúde da familia (USFs) ficam suspensos no feriado, sendo retomados na terça-feira, 22.

de Serafina

Quinta-feira haverá Feira do Peixe Vivo

A Prefeitura Municipal de Serafina Corrêa, através da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, com apoio da Emater/Ascar, informa à população que, neste ano, estará promovendo a Feira do Peixe Vivo, com comercialização de peixes na Quinta-feira Santa, dia 17 de Abril de 2014, a partir das 8h. A Feira do Peixe Vivo acontecerá na Quinta-feira Santa, dia 17 de Abril, a partir das 8h, na Prefeitura Municipal, juntamente com a Feira do Produtor. Participe!

 

15 de abril de 2014

brigadiano dá esporro em camelô no onibus pra Cazias...

Domingo quando cheguei na rodoviária e vi uma turma cheia de malas que iam vender camisetas e outros suveniris do Inter senti que a barra ira pesar....

Eram vários homens e uma mulher, todos com latas de cerveja na mão....

Bão pra encurtar a história, tinha um bebum lá que tiraram a força do ônibus. Quem tirou foi a guarda da rodoviária....

mas os camelôs sentaram no fundo do ônibus e continuaram com a algazarra até são leopoldo, quando subiu um BRIGADIANO e pouco depois botou eles na CHINCHA...

- Olha aqui logo aí adiante tem postos da polícia, quem não souber se comportar vai ficar lá....

o brigadiano desceu pouco depois, mas foi o que bastou pra turma seguir quieta até o centenário, em caxias, onde desceram....

CHOVIA A CANTAROS NA NOITE DE SERAFINA NO ENCONTRO DO PMDB !

Fotos: Galileu Oldenburg

Piovea que Dio la mandava( chovia que Deus mandava) é como dizem os italianos na noite de sexta passada quando o candidato do PMDB a governador, Ze Ivo Sartori,chegou ao Clube dos Motoristas, a ' gloriosa' agremiação serafinense - embora hoje em dia haja poucos caminhoneiros em La Undeze -pro pequeno encontro regional com o candidato do PMDB. Sartori andou por alguns municipios da região, como Encantado( onde o Edson Brum, presiden te do partido,ou ex) tem muita força e votos e também por Sananduva.

O gringo como dizem, que foi duas vezes prefeito de Cazias está em campanha pois foi já lançado como tal pelo seu partido. Estranhei a ausência do candidato ao senador Pedro Jorge, porque Simon terá uma ' rosca' dura de roer que é o cara do PDT, o Lasier Martins.



Bom, mas com a Meméia(senadora Ana Amélia) ' pipocando' como tá, pode até ser que Lasier vá a governador, se ela não for...

em política, dizia Magalhães Pinto, é como o céu, ora tem nuvens, ora não tem nuvens....(olides canton)

INCOMPETENCIA RONDA SARTORI

Olha, não que eu ache que tenho qualquer importância...mas o nivel de DESORGANIZAÇÃO DE UMA CAMPANHA SE MEDE pelo que aconteceu nesta sexta ultima.

o candidato SARTORI andou pelo Serra e também esteve em SERAFINA, TERRA NATAL DESTE MODESTO BLOGUEIRO...NEM TANTO MODESTO, mas tenho meus leitores e alguns em serafina.

fiquei sabendo hoje de manhã segunda que na sexta houve um encontro FORTE DO PMDB e do candidato em Serafina.

não tinha visto uma linha em local nenhum, não tinha recebido nada.
sai a procura de fotos até que o BETTANIM do gabinete do Postal( eles que são de Guaporé) me disse do encontro realizado.

Catei as fotos....

mas sinceramente, e não venham dizer que é falta de dinheiro e outras coisas. um mail resolve um assunto destes.

TENHO DITO!

FOFOCAS DO PMDB DE SERAFINA

vI FOTOS DO ENCONTRO DO PMDB em serafina. presentes o ex-p´refeito Polaco e a atual vereadora Salete Pinto Cadore, além do deputado Postal, que é o deputado da região...( isto por ora.....)

sei que lá é assim:

Postal tem na região a força do ex-prefeito Luis Gheller, que nem estava no encontro. É sinal que teria largado fora....

Maria Helena Sartori e o marido apoiam Salete Cadore.

E o POLACO , o ex-prefeito, na sexta ultima, dia do encontro, não foi no BOLLIS JANTAR porque tinha este encontro. Ele é assiduo no jantar do BOLLIS tutte le agora me faltou a palavra no dialeto, quero dizer sexta, mesmo. Sempre tem umjantarzinho informal na bodega do Bollis e o ex-prefeito é devoto dele.

Ah, na foto ele não está mas o BETTANIN, da ' RETA DO BETTANIN' da NONA também estava no encontro...ele é do gabinete do Postal mas dizem que puxa mais a brasa PRA GUAPORé do que pra SERAFIN A.....Olides canton,cuel de la san piero!!!!!(aquele da são pedro!!!)

Grenal

Cazias em dia de Grenal!

rumo ao centenário, o estádio e como se chega lá....

CAZIAS EM DIA DE GRENAL.....

TAVA UMA TARDE MUITO BONITA.

CHEGUEI CEDO QUASE AO MEIO - DIA NO CENTENÁRIO!

o centenário pouco depois do meio-dia. não tinha ninguém no estádio quando cheguei. um que outro gato pingado....

o centenário. o maior estádio do interior do Estado. pertence ao ser caxias...

festa roxa na pr. dante alighieri, no domingo, em caxias.

torcida do inter foi festejar na praça dante alighieri no centro de Caxias.

foi domingo depois do jogo

dos leitores

po rekern, eu sou desportista....kkkkk fui ver o CO IRMÃO DAR UM CHOCOLATE EM NOIS....HEHEHHE(OLIDES CANTON)

De: rekern
Enviada: Segunda-feira, 14 de Abril de 2014 09:44
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: Tu é pé frio, gringo!

Que zebra, hem!

Coisas da semana

por Rekern

Alguém avisa aos colorados que o Gauchão não classifica para a Libertadores.

Assim como o Mensalão roubava espaço para as campanhas eleitorais da oposição, acontece o mesmo com as notícias sobre a Petrobras. Na ZH desta segunda, temos duas páginas sobre a petroleira e nenhuma linha sobre a candidatura do Aécio Neves. Assim fica difícil a vida do playboy de Minas.

Alguma coisa estranha está acontecendo com a candidatura da Ana Amélia Lemos ao governo do Estado. A boateira é de que seria vice do Aécio, mas sem um vice do Nordeste como é que os tucanos vão enfrentar a Dilma e o Eduardo campos naquela região do país?

A SOFISTICAÇÃO ESTÉRIL

por Eron Duarte Fagundes

Bruno Polidoro e Cacá Nazario fizeram um filme sofisticado em Sobre sete ondas verdes espumantes (2013), documentário que procura evocar, penetrando nas próprias palavras escritas pelo escritor, a passagem literária do gaúcho Caio Fernando Abreu entre nós. Os realizadores se valem dum recurso que exige grande habilidade para fugir a amarras literárias que estorvem o senso de cinema. O francês Alain Resnais fazia isto; e o sabia fazer. Este recurso é uma confiança cega na beleza e na potência do texto. Bruno e Cacá materializam este recurso fazendo com que amigos de Caio (Adriana Calcanhoto, Maria Adelaide Amaral) leiam fragmentos da literatura do cinebiografado. Em cena ninguém dá um pio sobre Caio. O que se vê é a própria literatura de Caio falando de si mesma pela boca de alguns leitores, seus amigos. O resultado é pedante. Quer dizer, mostra o lado mais pernóstico das frases de Caio. Acaba aborrecendo e interessando a alguns gatos pingados que logram falar óbvios panegíricos sobre livros e filmes. O ritmo com que as frases são despejadas na tela é arrastadíssimo: como estamos longe de Resnais ou mesmo de Eric Rohmer. No começo de seu conto “Réquiem por um fugitivo” (1984) Caio anota: “Não que eu tivesse medo. Mas ele era excessivamente pálido.” Medo de fazer de cinema, palidez da imagem, eis estas “ondas verdes” de Bruno e Cacá. É melhor ficar, em termos de Caio, numas lembranças antigas. A peça teatral “Pode ser que seja só o leiteiro lá fora”. Encenada em 1983 por Luciano Alabarse. É um Caio mais vivo, mais vibrante, perturbador mesmo.

do Comunique-se

Estrangeiros que vão cobrir a Copa fazem curso para atuar em “zonas de conflito”

Por causa das recentes manifestações e o número de vítimas, que coloca na lista diversos profissionais de imprensa, as empresas estrangeiras de comunicação estão treinando as equipes que vão cobrir a Copa no Brasil para lidar com situações de conflito. As informações são do blogueiro do Estadão, Jamil Chade.


Manifestantes colocaram fogo em caixas de papelão durante protesto (Imagem: Daniel Teixeira/Agência Estado)De acordo com ele, fontes contaram sobre os treinamentos, mas pediram para que o nome da agência não fosse divulgado. O curso aplicado aos jornalistas esportivos é similar ao que é oferecido para repórteres que vão cobrir pautas em locais de guerra, como Iraque e Afeganistão.

"Outros grupos de imprensa, principalmente da Europa, também já reservaram o treinamento para seus jornalistas esportivos. Durante a Copa das Confederações, certas emissoras tiveram de sair às ruas com a ajuda de seguranças", explicou.

Situação brasileira
Em fevereiro deste ano, um protesto contra a Copa do Mundo no Brasil terminou com 14 jornalistas agredidos, de acordo com informações da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji). O ato foi realizado na região central de São Paulo e contou com mais de 100 integrantes da chamada “tropa do braço” da Polícia Militar.

De acordo com o levantamento da entidade, os acontecimentos fizeram com que chegassem a 57 os casos de agressões e detenções de jornalistas. O número registra apenas a violência cometida por policiais e passou a ser contabilizada desde as manifestações ocorridas no primeiro semestre do ano passado. A Abraji ainda salienta que a maioria das agressões (56%) ocorreu mesmo com o profissional da imprensa se identificando como tal.

QUIÇA SE FOSSE E MARCELO FRUET E OS COZINHEIROS NA PRIMEIRA EDIÇÃO DO SONS DA CIDADE 2014

Voltado à diversidade da cena musical de Porto Alegre, o projeto Sons da Cidade abre a programação de 2014 no próximo dia 15, quinta-feira. Os shows serão do duo Quiçá, Se Fosse e da banda Marcelo Fruet & Os Cozinheiros. As duas atrações apostam no trabalho autoral. O Quiçá, Se Fosse - dos cantores, compositores e instrumentistas André Paz e Róger Wiest - recebeu duas indicações ao Prêmio Açorianos de Música 2012 pelo DVD São Chico, no qual combina instrumentos acústicos, efeitos e loops. O grupo Marcelo Fruet & Os Cozinheiros, com a experiência de turnês realizadas em Brasil, Estados Unidos e Japão, fará o primeiro show em teatro em Porto Alegre desde o lançamento do álbum AIÓN (2012/2013), o segundo da trajetória da banda.

O Sons da Cidade, criado em 2006, é realizado pela Prefeitura, por meio da Coordenação de Música da Secretaria Municipal da Cultura. Na próxima edição, dia 27 de maio, o projeto terá shows de Ronald Augusto e Poty Burch.

Atrações: Marcelo Fruet & Os Cozinheiros e Quiçá, Se Fosse
Data: 15 de abril (terça-feira)
Horário: 20h
Local: Teatro Renascença (Avenida Erico Verissimo, 307, fone 51 3289-8066)
Ingresso: um quilo de alimento não-perecível. A retirada de senhas, na bilheteria do teatro, começa às 19h

 

14 de abril de 2014

DEPOIS DA SERRA

Estou chegando agora de Cazias....são 11 d anoite de domingo. tou tri cansado. foram 6 horas sentado no estádio.cheguei lá meio-dia e saí quase seis da tarde. com pouco conforto.

na subida teve chinelagem no busun, da turma que ia vender perto do centenário. em são leo subiu um brigadiano que deu um pito geral. os caras se acalmaram até perto do centenário....

depois conto mais.

"SALA" NÃO É O MAIS PROCURADO DA GAUCHA

SEGUNDO um contato comercial que trabalha também pra Gaúcha, o Sala de Redação não é mais o programa com maior procura pra inserir comercial.

- o programa do sabado, do wianey e das gurias é bem procurado. o pessoal gosta,me disse este contato comercial.

Ele citou ainda o programa do Lauro Quadros, que é bem lembrado e o horário das 14 as 16 não é mais tão procurado com a saída de Lasier Martins.

O engraçado é que o nome do apresentador puxa os programas.

No sala de redação, 40% dos anunciantes são angariados pela agencia de propaganda da esposa do Pedro Ernesto Denardim, que hoje é o condutor do dito.

Pedfro ernesto guloso???

bom, todo mundo sabe que a esposa e a filha do pedro ernesto denardim, o narrador da gaúcha, o numero one, têm(elas) uma empresa de publicidade. 40% das venbdas do sala de redação são delas. isto é competencia das mesmas.

agora dias at´rás um cliente pediu a um contato comercial da RBS que fosse lá visita-lo mas não disse que ele anunciava pela agencia da esposa e filha do pedro ernesto. Isto chegou nos ouvidos do narrador que foi se queixar com um dirigente do comercial da TV RBS que passou um pito no vendedor:
- po cara, tu foi lá querer vender pros caras, tu não sabes que eles anunciam com a mulher do pedro ernesto.

é que ele foi se queixar ao chefão do contato comercial....
e ele ficou desiludido com o narrador!

fazer o que?

melnick manda no transito de porto alegre

agora é sabado depois das duas. há pouco passei de t-9 ali na anita com carlos trein e um evento da melnick fechou todo o transito. deu uma puta esculhambação. não tinha um azulzinho..so um carro da BM(?)

o onibus não sabia pra onde ir, tavam todos perdidos. minha conclusão a melnick manda no transito de porto alegre. fechou a carlos trein em pleno meio dia de sabado e não deu a minima pra ninguém(OC)

atentado contra firma judia????

um transeunte que passou hoje sabado na esquina da anita com a carlos trein e viu até uma ambulância na frente de um prédio que estava sendo vendido achou que fosse um atentado terrorista de alguém arabe contra a empresa vendedora porque eles são judeus.

e na sauda da sogipa dizia pros colegas:
- tinh aaté uma ambulância no lançamento do edificio.

Cruiz credo, ambulancia tinha mas azulzinho pra arrumar o transito que ficou uma esculhambação não tinha um, digo eu que passei lá de busun e vi como tava aquilo.

A bolha imobiliária e seus respingos

Texto e foto de Marcio de Almeida Bueno

Na tarde desta sexta-feira em Porto Alegre, deibaixo de chuva, centenas de pessoas fizeram fila ao longo de quatro quadras da rua Anita Garibaldi, da esquina da Carlos Trein Filho até a Maryland. Moradores próximos já achavam que era protesto ou algum 'Ocupa Anita'. Conversei com um pessoal da fila, que me explicou que era uma promoção de uma imobiliária, que começaria no sábado, dia 12. "Apartamentos de um milhão de reais com até 300 mil de desconto, em 36 vezes", me disse um dos corretores. Perguntei para duas senhoras na fila - sentadas em cadeira de praia e usando capa de chuva - se iam comprar apartamentos de um milhão de reais. "Não, estamos guardando lugar para os clientes, e vamos ficar aqui até as seis horas da manhã", me disse uma delas.

CARRIS SEM PRUMO

estes dias vi o Mendelsky dando um pau num cobrador e num motora da carris. destrataram um passageiro. é verdade que tem passageiro qu eé mala e eles conhecem...mas a carris tá meio sem prumo...
é questão de tempo pra dar um baita rolo. anotem o que digo....

SUBINDO A SERRA!

Eram 5 da matina quando acordei neste domingo. batia um vento forte e ainda bate aqui na janela. são 15 pras seis e daqui há pouco sigo pra rodoviária pra pegar o busun das 7.45 pra cazias...vou cobrir o grenal.

Sexta quando me credenciei na ACEG o cara de lá ainda disse: o credenciamento tá fechado. disse pra ele: mandei mail as 8 e 15 damanhã. tá aqui ele. ai ele me mandou de volta mail confirmando a credencial.

madrugei neste domingo pra ir pra cazais. de soslaio vou visitar e tomar um cafe com o ex-prefeito serafini, de quem fiz uma longa entrevista e quero conferir alguns dados.

ele almoça com seu filho márcio, aos domingos e por isto não vamos almoçar juntos. mas se deus quiser vai me deixar perto do centenário.Depois eu vou ao jogo e depois conto como foi...ten ho uma desconfiança de que o gremio vai ganhar este jogo por 3 a 1. mandei um recado ao rekern sobre isto e ele respondeu mal humorado: era hora de ganhar uma....mas o time do gremio que não ganhou nada não é este que tá ai, aliás vi no correinho que só tem o goleiro do ultimo gaúchão...e digo mais se o gremio passar pelo san lorenzo é sério candidato a ganhar a libertadores. mas sera osso duro....

OC)

SESSEGOLO ACHA QUE FORTUNATTI PRECISA TOMAR AS REDES DA PREFA

Fotos: Cláudio F.A.Bergman


O presidente do sinduscon, Ricardo Sessegolo, disse na quinta na coletiva que o prefeito Fortunatti precisa fazer uma reunião e por ordem na casa.
- Minha mulher estava vendo tevê estes dias e comentou: olha como este homem(fortunatti) ficou velho!
É,digo eu, com a mulher ainda se lançando a deputada...imagina a correria dentro do PDT

Sinduscon-Rs Coletiva de imprensa

Participaram da coletiva do sinduscon o presidente Ricardo Antunes Sessegolo, o vice, Aquiles Dal Molin Júnior, Rafael Rihl Tregansin, coordenador habitação Interesse social(minha casa, minha vida) Guilherme Garcia Carneiro depto de estatistica e economia, os técnicos Assílio Luis Zanella Araujo e Neusa Biehl.



filmes

vi no cinema da urgs na sexta o o galante mr. deeds... valeu mesmo a pena...

ja depois fui ver um filme colombiano no sindibancários. muito parado e muito depre...larguem...não tão perdendo nada!

GORDO VAI PESCAR



Ucha- a foto saiu apagada atrás dele está o 'lento' Julio Sortica -( do esporte pro setor imobiliário) vai pescar no feriadão desta semana. no rio Quarai, em livramento,sua terra natal.

Ucha vai ser homenageado na Camara Municipal, dia 23 que vem. ele mandou pedir se vão servir algo no evento, mas lerda relações públicas da camara ainda não disse nada.

acho que nem cafezinho vai ter....

Moradores de Petrópolis pedem cancelamento de inclusão de bens inventariados

mais uma ' bola nas costas ' do magrão. o que mais a magda beatriz da pampa, disse na reunião do sinduscon sobre isto é que ' as casas do verissimo e do rui ostermann ' ficaram de fora disto. puta qui los pariu, que bronca...mas quanta cagada de uma só vez. parece que godstam de crises(olides canton)

por Milton Gerson

Mais de uma centena de proprietários de imóveis no bairro Petrópolis participaram, na noite desta quinta-feira (10/4) de Reunião Pública realizada pela Câmara Municipal de Porto Alegre para debater a inclusão de mais de 500 imóveis no Inventário do Patrimônio Cultural de Bens da capital. No encontro, realizado na sede do Petrópole Tênis Clube e coordenado pelo presidente do Legislativo, vereador Professor Garcia (PMDB), moradores mobilizados reafirmaram aos parlamentares e técnicos da prefeitura a sua indignação pela forma como o processo foi desenvolvido. Eles pediram a revogação da notificação emitida no dia 22 de janeiro no Diário Oficial de Porto Alegre e o congelamento do processo para maior debate com a população da cidade. A maior reclamação dos proprietários é a falta de transparência e publicidade dos atos praticados, pelo fato de que a vistoria nos imóveis e a publicação da listagem dos incluídos no Inventário tenha sido feita no período de férias, e apenas no Diário Oficial. Ainda outros erros no processo foram apontados, como endereços inexistentes, desaparecimento de imóveis inicialmente listados no Inventário e contradições claras de que não houve um critério técnico preciso para a realização do trabalho.

De acordo com Angélica Crusius, arquiteta e secretária da Associação dos Moradores do Bairro Petrópolis, há uma contradição com a própria legislação, já que o ambiente correto para a preservação cultural e histórica de um ambiente urbano deveria ter sido feita no Plano Diretor. Entre os erros técnicos apontados por ela, está o caso de uma residência de dois pavimentos que possui numerações diferentes para cada piso, sendo que o térreo entrou na lista e o andar superior foi incluído no Inventário. Outra situação, “no mínimo estranha”, disse a arquiteta, é o “sumiço” de quatro endereços na segunda listagem apresentada pela prefeitura, “sendo um deles de integrante do Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural (Compach)”, órgão que emite parecer sobre a inclusão dos bens listados no Inventário.

Entre as propostas discutidas no encontro, o projeto de lei do vereador Idenir Cecchim (PMDB), que leva para o Legislativo a autorização para a inclusão de bens no Inventário, recebeu o apoio da comunidade presente. De acordo com autor da matéria, “há a necessidade de a decisão passar pelo crivo dos vereadores, que representam o conjunto dos cidadãos, para evitar que esse pessoal do Compahc e Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) cause surpresas como essa que fizeram no mês de fevereiro, quando todos estavam na praia”, disse. O presidente da Associação dos Moradores do Bairro Petrópolis, Fernando Molinos Pires Júnior, destacou que a comunidade já e vitoriosa pela mobilização que está fazendo. “Essa reunião é um exemplo de democracia, o que, infelizmente, faltou nesse processo”, disse. Ele lembrou que a prefeitura, ao escolher imóveis que foram listados e desvalorizam cerca de 70%, e outros que ficaram de fora do documento e valorizaram mais de 100%, presta um desserviço à sociedade ao "jogar vizinhos contra vizinhos”.

Molinos ainda alertou para o risco de saúde que correm pessoas idosas que moram sozinhas em seus imóveis e estão bastante abaladas com a situação e a forma autoritária como o processo vem sendo conduzido. "Não houve notificação individual e muitos desconhecem que o imóvel está no inventário". Ele completou que a comunidade não é contra o processo de preservação, mas quer a possibilidade de “diálogo, transparência e respeito”, lembrando que para muitos o imóvel é o único patrimônio e a “poupança imobiliária de toda uma vida”.

Base técnica

De acordo com o representante da Secretaria Municipal da Cultura (SMC), Luis Custódio, não houve qualquer interferência politica no trabalho realizado pelos técnicos do Executivo. Ele explicou como se deu o processo, que se baseia em dispositivos constitucionais de preservação do patrimônio histórico e cultural. Disse que o secretario da Cultura apenas atendeu ao artigo 7º, parágrafo 4º da Lei Complementar 601 de 23 de outubro de 2008, criada a partir de projeto da vereadora Sofia Cavedon (PT), que, entre outros pontos estabelece que "as edificações inventariadas de Estruturação não podem ser destruídas, mutiladas ou demolidas, sendo dever do proprietário sua preservação e conservação". Custódio disse ainda que o prazo para recurso por parte dos proprietários ainda está em vigência, tendo sido prorrogado até o dia 18 de maio, “exatamente por ter havido uma série de reclamações quanto ao período em que foi publicada a lista no Diário Oficial”. Presente ao encontro, a procuradora do município Andrea Vizotto destacou que por parte da PGM todas as manifestações dos proprietários serão analisadas.

Segundo ela, “se erros processuais, técnicos e jurídicos forem encontrados, eles serão revistos”. Na mesma linha falou o representante da Secretaria Municipal de Urbanismo, Rafael Laranjeira. Ele destacou que o município estava ali para ouvir as demandas dos moradores e buscar um entendimento para que os conflitos fossem sanados. Ao final do encontro, ficou definido que um documento será elaborado e entregue ao prefeito em audiência que será intermediada pela presidência da Câmara Municipal. De acordo com o vereador Professor Garcia, o prefeito será informado de todos os detalhes da reunião para poder construir juízo sobre a situação. Também o projeto do vereador Idenir Cecchim deve ser priorizado na Ordem do Dia, assim como outro, citado pelo representante da SMC, que regulamenta dispositivos do PDDUA, que tratam sobre a matéria. Participaram do encontro ainda, além de Garcia e Cecchim, os vereadores Valter Nagelstein (PMDB, Reginaldo Pujol (DEM), Sofia Cavedon (PT), Mauro Pinheiro (PT, Alberto Kopittke (PT) , Fernanda Melcchiona (PSOL) e Alceu Brasinha (PTB.

NOTA DA FAMÍLIA LOSADA

Queridos amigos e familiares,

É com pesar que comunicamos o falecimento do nosso guerreiro Antônio Antonio Losada nesta manhã. O velório ocorrerá no dia de hoje na Câmara de Vereadores de Porto Alegre, porém ainda não temos a hora de início. Logo que tivermos os horários informamos. Agradecemos desde já todas as manifestações de carinho!

Família Losada

“LUTAM MELHOR OS QUE TÊM BELOS SONHOS” (Che Guevara)

Antônio Losada nasceu em Bagé, em 1934, dia 25 de abril, em família muito grande e muito pobre. Eram oito irmãos. O pai era espanhol. Desertou do exército espanhol na guerra de 1898 entre Espanha e Cuba. A mão, “uma índia de Palmeira das Missões”. “E a vida em Bagé muito difícil, muita pobreza, muita miséria. Em 1944, fim de 1944, quando terminava a II Guerra Mundial, nós nos deslocamos para Porto Alegre de trem. Uma viagem longa! A esperança, o sonho com a vida em Porto Alegre era muito grande. Tive uma impressão que foi muito boa, cidade muito linda, o rio, uma coisa muito impressionante”. Foram morar no Areal da Baronesa, bairro negro da cidade, “onde a população era muito marginalizada”. Ele e os irmãos começaram a trabalhar como operários fabris logo que chegaram à capital, ele, aos 11 anos. “E assim foi, com muita dificuldade, a nossa vida em Porto Alegre”.

Ele contou que as contradições e a exploração eram muito grandes. E isso despertou sua consciência social e política. “No sindicato eu entrei em torno de 1950. 1950. Nesse mesmo ano, eu já ‘tava participando da Juventude Comunista”. Pouco depois foi eleito presidente do Sindicato dos Metalúrgicos. Mas veio o golpe civil-militar de 1964 e ele e mais 16 companheiros do sindicato foram cassados. A partir de então, foi preso várias vezes. Mesmo assim, Losada manteve-se no trabalho de organização sindical, principalmente nas fábricas do bairro Navegantes, mas também já participava da organização nacional, tendo participado da histórica greve de Contagem, MG. E, pouco depois, participou da fundação da VAR-Palmares, a organização de Carlos Araújo e Dilma Rosseff e participou da luta armada contra a ditadura. “Mas depois que eles (os policiais) me identificaram, aí foi um horror, né? Era muito difícil a vida na clandestinidade. Às vezes ela se torna pior que uma prisão”, lembrou. Finalmente, em outubro de 1973 “eu fui preso no bairro Navegantes quando fazia contatos no movimento, nas nossas bases no Navegantes”.

Esse foi o período mais duro das torturas. “Fiquei até 31 de dezembro daquele ano apanhando no DOPS”, em Porto Alegre, sendo barbaramente torturado pelo delegado Pedro Seelig e sua equipe. “Porque a repressão quer destruir, impor medo, utilizar a violência. E ela às vezes te tortura não só para arrancar confissões, mas para te destruir, destruir com a tua dignidade, quebrar o teu brio todo, e te levar à morte por vezes”. Quando saiu, ele denunciou seus torturadores Pedro Seelig, delegado Cunha, delegado Pires, Nilo Hervelha. Por isso, sofreu uma ação movida pelo torturador Pedro Seelig, que Losada acabou vencendo em última instância. Foram mais de seis anos de prisão. A esposa, Sônia Venâncio Cruz, ficou cinco. Ele e o irmão foram os últimos presos políticos a serem libertados no estado, em junho de 1979. “A nossa luta no primeiro momento em todo o Brasil foi pela Lei de Anistia ampla, geral e irrestrita”. Já em 1980, foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores. Em 1982 concorreu a deputado estadual, mas o partido não conseguiu eleger ninguém naquela eleição. Mas em 1989 Losada foi eleito vereador por Porto Alegre.

Losada faleceu um mês após o atropelamento que sofreu por uma kombi carregada com verduras, em 10 de março passado, na avenida Praia de Belas, e que o deixou em coma desde então. Em 2011, participou da criação e desde então foi ativo militante do Comitê Carlos de Ré da Verdade, Memória e Justiça para a resistência e reparação dos crimes contra a humanidade. Antonio Losada também foi um grande companheiro e militante da Associação Cultural José Martí/RS, entidades de solidariedade ao governo e ao povo cubanos e dos demais paises ameaçados na sua soberania e autodeterminação.

dos leitores

As ucranianas

por Antonio Augusto Bandeira

Uma das coisas que Dom Antonio não mais esquece, nesta caminhada em Punta Canas, foi um jantar, num dos restaurantes do hotel,o francês, quando conheceu as duas ucranianas. Estavam acompanhas de dois senhores e uma delas, parecia totalmente drogada ou bêbada, pois jogava talheres no chão, guardanapos...O maitre reclamava. Elas saiam e voltavam repetindo as mesmas maneiras.

O nosso herói, Dom Antonio a.t. Banderas, Professor de salsa y merengue, terminou de jantar e estava caminhando numa das alamedas do hotel, quando se encontrou com as ucranianas que estavam voltando ao restaurante. Uma delas , muito jovem,caiu,caiu mesmo, no chão. A outro e D.Antonio correram para a ajudar se levantar. Dom Antonio, falando português, mas apontando para a máquina fotográfica que levava dependurada no pescoço, pediu para tirar uma fotografia das duas. A caída, gambá na melhor hipótese, fez pose para tirar o retrato. Realmente apesar de estar vivido há bastante tempo,Dom Antonio,confessa, nunca havia visto uma cena como esta.

Grenal

por Rekern

Dizem que o Ricardinho ia comandar a COPA para os órgãos da RBS e houve revolta do povo da ZH.
Parece que o pequeninho tá queimado

O rebelde

por Rekern

No Fórum da Liberdade, aquele que quer prender os sem-terras e os comunistas, o mega empresário Jorge Gerdau Johannpeter pediu para a população brasileira se rebelar.

UM PAÍS À MEIA-BOCA

por Eron Duarte Fagundes

Antes do escrito: Este texto trata do filme Em busca de Iara, mas apresenta no fim uma crítica de Salvador 1971, um curta-metragem que foi um dos primeiros grandes filmes brasileiros políticos do começo da abertura política no país)

Diretor dos ambiciosos mas frouxos Caparaó (2010) e Boca (2007), Flávio Frederico chega enfim a um filme em que as coisas acontecem em Em busca de Iara (2013). Desta vez a história foi buscada em arquivos familiares da roteirista de seus filmes, Mariana Pamplona. Evidentemente ela mesma vai roteirizar, quase tomando conta do filme como quem o estivesse dirigindo integralmente, esta desventura em sua família que precedeu o próprio nascimento de Mariana; cabe a Frederico registrar tecnicamente o que Mariana faz passar-se diante dele. Mariana é sobrinha de Iara Iavelberg, a última companheira do guerrilheiro Carlos Lamarca; Iara foi assassinada num apartamento em Salvador pelas forças de repressão institucionalizadas, em 1971, enquanto Lamarca estava no sertão da Bahia; ele “cairia” (morreria) poucos meses depois dela. O filme trabalha para tentar desmentir a versão do governo da época de que ela se teria suicidado. Entrevistas e excertos de documentários de curtas-metragem políticos do fim dos anos 70 assinados por João Batista de Andrade e Renato Tapajós (dois diretores engajados politicamente) são as fontes utilizadas por Frederico e Mariana. O resultado é um filme emocionante e significativamente evocativo duma quadra penumbrosa de nossa história.

O que fica dum filme como Em busca de Iara é que este foi um país à meia-boca durante algumas décadas: brasileiros importantes foram mortos, outros foram mandados para o exílio. E isto acabou marcando todas as gerações que sobrevieram: desde o início, Mariana, que nasceu pouco depois da morte de Iara, afirma que sua consciência foi marcada pela morte trágico-misteriosa desta tia. Curiosamente, Em busca de Iara não alude a um belíssimo curta-metragem, Salvador 1971, dirigido em 1979 por Nick Zarvos e Sindoval Aguiar, de nove minutos de duração, em que os diretores se valem duma carta escrita por Lamarca, desde o sertão, para sua amada Iara; é uma carta de amor política em que o cheiro de sertão impregna a poética língua portuguesa de Lamarca, de efeitos rosianos (à Guimarães Rosa). No filme de Zarvos e Aguiar se mostra a invasão violenta pelos agentes repressivos no apartamento de Iara e o imediato assassinato; sobre as imagens duras e sombrias, a carta de Lamarca, doce e aguda, vai sublinhando o corpo inerte e sob violência de Iara e os modos grosseiros dos policiais da repressão. Salvador 1971 é uma obra-prima do cinema político brasileiro dos tempos de moderada abertura do fim dos anos 70; foi exibido nos cinemas de Porto Alegre como apenso de filmes que nunca chegavam aos pés. Um dos dados fortes de Salvador 1971 é que as faces dos assassinos são ocultadas pela câmara; o que interessa à imagem são seus passos furiosos subindo a escada, sua brutalidade criminosa disparando contra a mulher, sua vulgaridade ao coçar a genitália como contraste com a carta refinada e sensível que ouvimos sobre as imagens. No fim do texto, Lamarca assina como Cirilo: tempos de disfarces necessários.

É curioso o esquecimento por Mariana e Frederico deste velho filme curto. Ou talvez nem tanto: pouca gente hoje o refere. Não sei sequer se Mariana ouviu falar dele. Mas em Em busca de Iara há trechos da carta de Lamarca a Iara lida em cena. Foi o que me evocou de cara o antigo trabalho de Zarvos: já tinha ouvido estas tensas lamúrias sentimentais-políticas em algum lugar. E as amara.

EPTC limpa o Terminal Triângulo da Assis Brasil

Bom que limparam pq uma usuário me disse que costumam mijar(ela disse urinar) dentro dos elevadores deste terminal. perguntei a ela se não tem guarda, ela disse que nunca viu, que tem mas que nunca tão por lá...vadiagem oficial(olides canton)

Equipes da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) estão limpando o terminal de ônibus Triângulo, entre as avenidas Assis Brasil e Baltazar de Oliveira Garcia, na zona Norte da Capital. O ponto é um dos locais com maior concentração de passageiros da cidade. A ação já foi realizada nas paradas da Bento Gonçalves e Farrapos. A limpeza é efetuada com água quente e inclui o túnel, elevadores, escadarias e abrigos externos. Os trabalhos ocorrem sempre à noite, a partir das 22h, e contam com o apoio de agentes de trânsito, para bloqueios e desvios momentâneos. A expectativa para conclusão da limpeza do terminal Triângulo é segunda-feira, dia 14. As próximas vias a terem suas estações limpas serão as avenidas Azenha, João Pessoa, Protásio Alves, Assis Brasil, entre outras vias de intenso fluxo.

Setor de emissão de alvarás reabrirá na segunda-feira

Nesta segunda-feira, 14, volta a funcionar o Setor de Licenciamento de Atividades Localizadas da Secretaria Municipal da Produção Indústria e Comércio (Smic), suspenso temporiamente para melhorar as condições de atendimento. As reformas consistiram na colocação de um novo piso, pintura das paredes, ampliação das instalações elétricas e da rede de computadores. O setor, que funciona no andar térreo da rua dos Andradas, 686, reabre no horário normal de atendimento: de segunda a sexta-feira, das 9h às 16 horas. As informações serão fornecidas pelo telefone 3289 1773 ou pelo e-mail: alvara@smic.prefpoa.com.br.

de Serafina

Luto no Poder Legislativo de Serafina Corrêa

Através do Decreto Legislativo nº 2, de 10 de abril de 2014, o Presidente da Câmara de Serafina Corrêa declarou luto oficial no ambiente legislativo, durante três dias, devido ao falecimento do Ex-Legislador Henri Perin, de 58 anos. O Vereador Nelson Pedro Mezzomo justificou o sinal de pesar já que Henri Perin foi eleito em duas oportunidades e desempenhou durante oito anos as atividades de Vereador no Município. Henri Perin foi Vereador na 7ª Legislatura, entre 1º de janeiro de janeiro de 1989 a 31 de dezembro de 1992, sendo que no ano de 1991 desempenhou a função de Presidente do Poder Legislativo Municipal. Henri também foi Vereador na 8ª Legislatura de 1º de janeiro de 1993 e 31 de dezembro de 1996. Após o velório no Plenário Darcy Sobreira Soccol, o sepultamento aconteceu no Cemitério Municipal na tarde de quinta-feira (10).

Conselho Municipal da Alimentação Escolar

Na quinta-feira, 10 de Abril de 2014, a Coordenadora dos Conselhos Municipais, Fernanda Castelli Fedrigo, o Prefeito Municipal Ademir Antonio Presotto, e membros do Conselho Municipal da Alimentação Escolar estiveram reunidos no Centro Administrativo Amantino Lucindo Montanari. Na oportunidade, foram repassadas importantes informações, orientações, além do planejamento das atividades a serem realizadas no decorrer do ano. O Conselho Municipal de Alimentação Escolar (COMAE) é deliberativo e autônomo composto por representantes do Poder Executivo, da Sociedade Civil, Professores e Pais de Alunos. O principal objetivo do COMAE é fiscalizar a aplicação dos recursos transferidos e zelar pela qualidade dos produtos, desde a compra até a distribuição nas escolas, prestando sempre atenção às boas práticas sanitárias e de higiene.

do Comunique-se

“Muitos querem me censurar”, desabafa Rachel Sheherazade ao ser homenageada

Nesta semana, a âncora do 'SBT Brasil', Rachel Sheherazade, foi homenageada com o Diploma de Honra ao Mérito, concedido pela Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). Em seu discurso de agradecimento, a jornalista, que está de férias da emissora de Silvio Santos, disse que muitos querem que ela seja censurada.


Rachel foi homenageada nessa quinta-feira, 10, na Paraíba
(Imagem: Divulgação/SBT)Durante o evento, Rachel garantiu que se sente bem acolhida e quem sem o apoio das pessoas seria "mais duro fazer" o que faz. "Não é um papel fácil, não é cômodo incomodar. Incomodar é duro. Travo batalha todos os dias contra minorias muito raivosas, contra poderosos, que querem me calar e usurpar de mim o meu direito constitucional como cidadão, jornalistas e formadora de opinião. Meu direito de falar, de expressar o que sinto, o que acho, o que vejo e o que me incomoda. Quero dizer que não vou abrir mão desse direito".

Para a apresentadora, o SBT é um canal corajoso e nobre que tem "garantido a duras penas" manter o seu direito de expressão. Sobre a classe jornalística, ela vê "paradoxo sem tamanho", já que os próprios colegas estão se opondo ao direito de livre expressão. "Não entendo isso. Então digo aos meus colegas que me criticam: 'gente, isso não é um privilégio, é um direito. É um direito que vocês também têm e não sabem usar. Vocês estão dando um tiro no pé, estão apoiando uma censura em pleno estado democrático de direito'". A sessão especial, que aconteceu no Plenário Senador Humberto Lucena, contou com a participação de Helton Renê (PP), Zezinho Botafogo (PSB), Eliza Virgínia (PSDB), Raoni Mendes (PDT) e Marcela Sitônio, que é presidente (licenciada) da Associação Paraibana de Imprensa (API).

Veja, abaixo, trecho do comentário de Rachel:
Sinto-me tão bem acolhida por vocês. Se não fosse o carinho de vocês, o apoio, seria muito mais duro fazer o que faço. Não é um papel fácil, não é cômodo incomodar. Incomodar é duro. Travo batalha todos os dias contra minorias muito raivosas, contra poderosos, que querem me calar e usurpar de mim o meu direito constitucional como cidadão, jornalistas e formadora de opinião. Meu direito de falar, de expressar o que sinto, o que acho, o que vejo e o que me incomoda. Quero dizer que não vou abrir mão desse direito.

Sou cidadã brasileira, pago meus impostos, sou jornalista, comunicadora e sou contratada para isso e sou paga. Sou bem paga para isso. Vou continuar fazendo. Digo sempre que coragem eu tenho, vontade de falar também, certeza do que vou dizer eu tenho. Só preciso que me deem o veículo. O Silvio Santos tem me dado esse veículo, é um homem corajoso, a emissora onde eu trabalho é muito firme, corajosa e nobre e tem garantido esse meu direito a duras penas, sendo chantageada por partidos políticos, podendo perder a concessão pública, podendo perder ganhos com publicidade institucional, mas mesmo assim tem me defendido e defendido o direito de um jornalista se expressar, e não só o direito da Rachel Sheherazade se expressar todos os dias em rede nacional, mas o direito de cada um de nós de emitir suas opiniões, de defender o que pensa.

Essa luta pela liberdade de expressão, que muitos querem me censurar, sempre digo que é um tiro no pé. Vejo jornalistas questionando o meu direito de me expressar, questionando a liberdade de imprensa. Há pouco tempo, há 50 anos, nós vivíamos amordaçados, muitos colegas, artistas, políticos e vereadores morreram pelo direito de falar, de dizer o que está acontecendo neste país. Hoje temos esse direito e não sabemos usar, ou não temos coragem de usar, e nossos colegas jornalistas estão se opondo ao direito de livre expressão. É um paradoxo sem tamanho. Não entendo isso. Então digo aos meus colegas que me criticam: 'gente, isso não é um privilégio, é um direito. É um direito que vocês também têm e não sabem usar. Vocês estão dando um tiro no pé, estão apoiando uma censura em pleno estado democrático de direito'. Muitos colegas nossos não falam porque não podem. Graças a Deus, eu vim de uma emissora, do SBT aqui na Paraíba, onde tinha essa liberdade, ninguém me censurava. No dia em que preparei meu comentário sobre o carnaval, arranjaram um tempinho e eu pude falar. E ninguém olhou, ninguém censurava. E assim é no SBT.

Não tenho censores lá dentro, tenho aqui fora, na minha classe de jornalistas, que nunca se levantaram para me defender. Já fui ameaçada de estupro e nunca nenhuma entidade ligada aos direitos das mulheres veio me defender, veio defender a minha honra como mulher. Nunca os Direitos Humanos vieram me defender como cidadão e ser humano. Por quê? Não sou humana? Não tenho o direito de ser defendida também? Para eles, não! É uma questão do politicamente correto e eu não sigo essa onda. Porque nem sempre é correto. E eu represento a mim mesma. Não represento os defensores do aborto. Nunca vou defendê-los, aliás. Essa bandeira nunca vai ser minha. Mas não represento ninguém. Não sou política. Graças a Deus que muitas pessoas se sentem representadas por mim. Não falo todos os dias em horário nobre em busca de aplausos, não falo para ser aceita, para ter audiência. Falo para defender o que acredito. Falo para exercer o meu direito de me expressar, de lutar por um Brasil melhor. A minha missão é essa. Uso a TV para isso. O dia em que eu não puder falar mais, não é porque eu quis me calar, mas sim por que me calaram. É o dia em que a mordaça venceu mais uma vez a liberdade de expressão. Agradeço a cada um de vocês. Fico muito feliz pela homenagem.

Situação no Rio é “inacreditável”, avalia repórter que acompanhou assalto

Durante a gravação de uma reportagem da TV Globo sobre a falta de segurança no centro do Rio de Janeiro, nessa quarta-feira, 9, uma senhora que concedia entrevista sobre o perigo na cidade quase foi assaltada diante das câmeras. O repórter Eduardo Tchao tentou alcançar o ladrão, que fugiu sem dificuldade após tentar levar a corrente que a mulher usava.


Presença das câmeras não inibe assaltantes no centro do Rio (Imagem: Reprodução/TV Globo)O criminoso saiu correndo entre os carros que estão na Avenida Presidente Vargas, centro da capital fluminense. Em entrevista ao programa ‘Encontro’, Tchao afirmou que a situação no Rio é "inacreditável". "Eu, o cinegrafista e a senhora não esperávamos por isso. Ela tomou um susto, mas o cordão não foi levado. Corri atrás do ladrão. O impulso e o reflexo me levou a isso”.

O jornalista relatou que quando a polícia chegou ao local, o assaltante já havia ido embora. “Depois da matéria de ontem, apareceram PMs aqui. Mas será que esses carros vão continuar aqui amanhã ou depois?”, questinou Tchao ao conversar com a apresentadora Fátima Bernardes nesta quinta-feira, 10. A mesma reportagem ainda flagrou mais de dez menores de idade entrando em janelas de ônibus para assaltar. As imagens mostram que vários garotos arrancam cordões e escondem na boca, enquanto correm entre os caros. De acordo com o G1, é a terceira vez, em menos de três anos, que a TV Globo faz flagrantes de roubos no Centro.



ARQUIVO DO BLOG

2007
           
 Set
 Out
2008
2009
2010
2011
2012
2013
2014

Abr01
Abr02

               



OLIDES CANTON - JORNALISTA E ESCRITOR

Nascido em 16 de Janeiro de 1952 na cidade de Serafina Corrêa-RS, Olides Canton passou nesta cidade toda a sua infância. Mudando-se para Porto Alegre, cursou a Escola Julio de Castilhos, tornando-se Bacharel em Comunicação Social pela FABICO/UFRGS em 1982. Trabalha como Jornalista desde 1970. Trabalhou na Companhia Jornalística Caldas Júnior, Jornal Zero Hora. No Jornal do Brasil e Revista Carga e Transporte atuou como free-lancer. Editor do Jornal de Bordo e Revista Fitness. Possui 9 livros publicados. Ganhou quatro prêmios de Jornalismo, um do Badesul, dois do Setcergs e um da ARI. Registro no Sindicato dos Jornalistas RS: 2776 - Registro Jornalista - Mtb 4959.

Telefone: (51) 3330-6803
e-mail: contato@deolhoseouvidos.com.br

Autor de inúmeros livros, Olides Canton firmou-se como um
exímio contador de histórias contemporâneas.
Conheça agora as obras do autor
© "de Olhos e Ouvidos"  -  Todos os direitos reservados
Os textos e imagens publicados neste site são de inteira responsabilidade de Olides Canton.


EDIÇÕES DO FITNESS

Edição 168 - janerio 2014
Edição 167
Edição 166
Edição 165
Edição 164
Edição 163
Edição 162

Edição 161
Edição 160
Edição 159
Edição 158
Edição 157
Edição 156
Edição 155
Edição 154
Edição 153
Edição 152
Edição 151
Edição 150
Edição 149
Edição148
Edição 147
Edição146
Edição145
Edição144
Edição143
Edição 142

Edição 141
Edição 140
Edição 139
Edição 138
Edição 137
Edição136
Edição135
Edição134
Edição 133
Edição132
Edição 131
Edição 130
Edição129
Edição128
Edição127
Edição 126
Edição125
Edição 124

Edição 123
Edição 122
Edição 121
Edição 120
Edição 119
Edição 118
Edição 117
Edição 116
Edição 115
Edição 114
Edição 113
Edição 112
Edição 111
Edição 110
Edição 109
Edição 108
Edição 107
Edição 106
Edição 105
Edição 104
Edição 103
Edição 102
Edição 101
Edição 100
Edição 99


ESTÃO À VENDA


Cidades vizinhas (A briga entre cidades gaúchas) • R$ 15


Cosi la ze stata (Breves histórias de Serafina Correa/RS) • R$ 20


Getulio Vargas, depoimentos de um filho (Maneco Vargas fala de Getulio) • R$ 20


Estradas do Rio Grande (A história da construção pesada no RS) • R$ 50

Mais a postagem. Procure pelo olidescanton@bol.com.br.


ANUNCIE NO SITE

Entre em contato conosco

Edições Anteriores do Blog



LINKS QUE RECOMENDAMOS

Correio Do Povo
Claudio Humberto
Diário da Fronteira

DAiário Popular
Enfato
Folha de São Borja
Informativo
RedeCidade
RSUrgente
Jornal A Hora
Jornal do Comércio
Jornal do Mercado
Jornal O Sul
Jornal Panorama Regional
Políbio Braga
Prefeitura de Porto Alegre
Prefeitura Serafina
Correa

Ricardo Noblat
Rosane Oliveira
Sindicato dos Jornalistas
SUL21
Vide Versus

REPORTAGENS ESPECIAIS

Veja em "Memória"