Estradas, ônibus, restaurantes e histórias familiares, são parte da literatura do autor Noticias e comentários sobre política, Gafes, episódios e causos dos que fazem a notícia
 


ARQUIVO - EDIÇÃO DE OUTUBRO DE 2007



Vinho na Feira do Livro

O autor Ildo Carbonera tentou inovar domingo, dia 4/11 na Feira do Livro de Porto Alegre. Ele foi autografar " Como é um rio", da Est edições, às 17h30min e levou duas garrafas de vinho. O editor Antônio Suliani o advertiu que não pode. As atendentes da feira também o mandaram retirar os dois litros de vinho que ele havia levado pra compartilhar com os leitores.


O Bar da Feira!


Esta foto, feita em Novembro de 1997, num sábado à tarde pelo Alfonso Abraham, "o espanhol", mostra a feira do livro na Praça da Alfândega quando ainda o bar ficava no centro da praça. Com o tempo, deu ciumeira na CRL porque as pessoas iam mais para bar do que para os autógrafos e o bar operado pelos zelosos "Alemão" e " Magrão" do Opinião foi sendo jogado pra cada vez mais longe.


Pauta, o Avesso das Redações terá autógrafos dia 3/11

Será a partir das 20h30min os autógrafos do livro Pauta o Avesso das Redações.
Espero meus 3 leitores...


Coleguinhas...
Gilmar Eitelwein está na imprensa da Assembléia Legislativa do RS, Ricardo Barreto, o " Blue" está casado e tem um filho pequeno. Dá aulas na UFSC,de Jornalismo. A Barbara( ex-JB) também mora em Floripa.Aliás segundo uma colega, o Jornalismo da UFSC " é um CTG de várias gerações".

TVE
O nome que o presidente da ARI,Ercy Torma, indiciou pra presidente do Conselho Deliberativo da TVE é ligado ao PDT.


Professores não ganham tão mal quanto se pensa
A secretária da Educação, Marisa Abreu, disse dia 31/10, na Federasul, que os professores públicos gaúchos " não ganham tão mal quanto eles dizem e como a sociedade pensa". Segundo ela, o salário médio dos contratados para o ensino público está em 1.500,00 reais.


O Aécio foi pra Suíça!
O programa do "Tá na Mesa" da Federasul do dia 31/10 era o governador mineiro, Aécio Neves. Mas o mineiro voou pra Suiça, onde foi divulgado que o Brasil sediará a Copa do Mundo de 2014. Não se sabe ser haverá outro data pro mineiro falar aos gaúchos.


David Coimbra é pop!
Foi a primeira sessão de autógrafos desta 53 edição que realmentou botou "bicha" ou fila. Foi do David Coimbra, na noite do dia 30/10. Na mesma hora, o médico Fernando Luchese, que esta vez entrou na ficção, tinha bem menos leitores que dos outros anos pra pegar seu autógrafo.


Crise na TVE
A Secretária da Cultura, Mônica Leal, convidou dia 31/10, o presidente da Associação Riograndense de Imprensa(ARI) Ercy Pereira Torma pro cargo de presidente do Conselho Deliberativo da TVE. Ercy declinou do convite e fez uma indicação que não se sabe se a secretária vai ou não levar à governadora.


O custo da TVE
Uma consultoria feita durante o Governo Germano Rigotto concluiu que a TVE custa aos cofres estaduais a cifra de 500 mil dólares/mês.


A escritora do momento não faz tanta fila na feira
A escritora e jornalista Asne Seierstad, que foi trazida para o evento da Copesul - segundo dados extraoficiais teria cobrado l7 mil reais para estar presente ao evento, ao lado do imortal Moacyr Scliar - não colocou mais gente na sessão de autógrafos do dia 31/10 do que o David Coimbra no dia anterior. Autora do Livreiro de Cabul, Asne é o que se chamaria " a escritora da moda". A nossa Martha Medeiros também não fez feio na tarde/noite do dia 31/10. 


Ex-governador  pechincha na feira do livro


O ex-governador Olívio Dutra - um dos maiores bibliófilos do Estado - pesquisava na noite do dia 29 último na banca da ARI e da AGEI livros que ele irá comprar. E, como todo político deu uma "choradinha" para este autor sobre o livro "Estradas do Rio Grande". Mas a queixa do ex-governador será considerada caso haja uma reedição. As fotos foram feitas pelo prestativo assessor da AGEI,  Wagner Innocencio Cardoso. Governador, compre o nosso livro! 


Grêmio
Há uma semana que o redator conversou com o conselheiro do Grêmio, Irani Santana Junior e percebeu  que o grupo "anti-Paulo Odone" - liderado pelo ex-presidente Cacalo -  tinha  chances  de eleger seu representante para presidente do Conselho Deliberativo no lugar de Mauro Knijnik. E na noite da segunda,dia 29/10 deu Raul Régis de Freitas Lima,embora por apenas 3 votos. O que os conselheiros que votaram  em Raulç Régis  querem é a construção do "Arena-Fifa " -, um novo estádio . O engraçado destas disputas é quando elas acabam o que mais se houve é que " não houve vencedores,nem vencidos... quem ganhou foi o Grêmio." 


Maldade do 'Cascatinha'
Fernando Albrecht disse ontem numa roda no Café Chaves que poucos conseguem tomar mate nos chimarrãos da ARI porque seu presidente, Ercy, leva uma hora pra tomar uma cuia...


Nos tempos em que deputados e secretários confraternizavam

O dono desta foto, ex-vereador Artur Paulo Zanella, escreveu este texto a respeito dela:"este jogo  foi realizado no final de 1974, no governo Euclides Triches...
Veja o texto completo no Memória Jornalística


Coleguinha trabalhador
Ayres Cerutti, além de editar sua revista Programa, tem outros afazeres. Na semana passada, capitaneou alguns jornalistas de turismo prum congresso no Rio de Janeiro, sobre turismo. O trabalho foi árduo. Foram ao Corcovado, entre outros passeios...E ontem, dia 30/10, participou do "brunch" onde o Clube de Jornalistas  de "opinião" ( o que será isto?) reelegeu seu presidente, o editor Júlio Ribeiro para mais um "mandato". E hoje o Ayres comandará o chimarrão diretamente da banca da ARI na Feira do Livro.


Duas da ARI
No dia 31/10, a partir das 19 horas, a Hora do Mate (muitos maldosos dizem que é o "cachaçodromo"), será realizado junto à barraca da feira do livro. O presidente Ercy promete chamar mais gente pelo sistema de alto-falantes da feira. E quinta, dia 1, no salão nobre e depois no barzinho lançamento do Prêmio ARI de Jornalismo.


Muitos autores, poucos leitores...
Ontem, dia 29/10 por volta de 15 horas, havia uns vinte autores autografando na 53a. Feira do Livro de Porto Alegre. O que não havia eram leitores...Um conhecido deste redator foi pegar o autógrafo de um colega das oficinas da escritora Cíntia Moscovith e ele foi " o único" que pegou um autógrafo...


Coleguinha Xuvisco!
Luís Fonseca - que todos conhecem por Xuvisco - estava dia 29/10, tomando seu cafezinho no Café Chaves, no centro de POA. Assessor de imprensa do senador Pedro Simon(PMDB) ele estará na 53a. Feira do Livro, dia 8, quando acompanhará a sessão de autógrafos que o senador sempre dá em cada feira. Espera-se fila longa...


Coleguinha Xuvisco I
Luís Fonseca é personagem do meu livro Pauta, o Avesso das Redações - que autografarei dia 3/11, a partir de 20h30min no Pavilhão de Autógrafos da 53a. Feira do Livro de POA. Um dos episódios que conto do Xuvisco deu-se anos atrás quando ele saiu na capa dos principais jornais brasileiros numa foto produzida junto ao presidente em exercício José Alencar. 


E o site da ARI?
Ainda não há nada sobre o novo site da ARI. Há quem diga que ele poderá vir a ser feito pelo Glei Soares, que já trabalha na Ulbra TV e na TV Cristal, além de apresentar o "Conversa de Jornalista" aos sábados, diretamente do barzinho da ARI, pela rádio da UFRGS, sempre entre 12 e 13 horas.


De porre, e ajoelhado agradecendo aos céus...
Quem ouviu a jornada esportiva na Guaíba no domingo dia 28/10 ouviu várias vezes os colegas comentando uma foto inusitada do seu colega plantonista Rogério Boelke (natural de Turrusu do Sul) que estaria pendurada num mural da rádio. Ele, Boelke, no sábado,dia 27/10 durante o jogo do Cruzeiro de Porto Alegre contra o São Gabriel ajoelhado no estádio agradecendo o sexto gol que o Cruzeiro aplicou no time da fronteira pela Copa Paulo Rogério Amoretti.


A colega Marta
Está boa a resenha da coletiva.net desta semana sobre a Marta Gleich. Apenas não contaram que ela e a Mônica Gugliano eram colegas no porão e no RP da ZH faziam o jornalzinho Rabisco, que é onde acho que ela começou mesmo. Mas quem sou eu pra querer ensinar a Marta! Ah e sempre lá pelas seis da tarde, quando já na Geral do jornal, ela invariavelmente ligava prum número e perguntava: "Estás atendendo?" Se ela desligasse em seguida era porque o gajo estava.
Vim a saber agora que era seu namorado... 


O que há com a feira?
No dia 29/10, 4o. dia da 53a. feira do livro de Porto Alegre todo mundo andava catando gente, isto é, leitores. Uma sessão de cinema integrante da parte " cultural" não tinha ninguém vendo. E não é apenas a chuva. Já fez dias bonitos, mas o público não apareceu. O xerife caminhava ansioso ontem pelas alamedas olhando pro céu. Não se sabe se esperava mais chuva ou estava implorando a Deus alguma graça especial...


Ritter fã da nova presidenta da Argentina
Há tempos que os ouvintes do Jornal Gente, na Band AM, notaram como o comentarista Affonso Ritter "torcia" pela eleição de Cristina Kirchner à presidenta da Argentina.


Alegrete X Uruguaiana
A propósito da nota sobre Alegrete, alguém lembrou-se que existe uma placa na BR-290, antes da cidade, que diz:" Alegre-se, Uruguaiana a 150 km..." Esta é mais uma rivalidade entre alegretenses e uruguaianenses que está no meu livro " Cidades Vizinhas: Amor e Ódio".


Sem " Boa Nova"

Uma ouvinte fiel da rádio Pampa, acercou-se ontem do estúdio da emissora na Praça da Alfândega no primeiro dia de transmissão direto da feira do livro e sentenciou pra produtora do programa transmitido pelo Flávio Pereira: " gosto de todos, menos daquele Paulo Boa-Nova, aquele não foi uma ' boa-nova' pra rádio...Tóim! tóim!


"Na Geral..."
Durante um "Na Geral" da Band Am, da semana que passou, Marcelo Farias e Carol Ribeiro foram propagandear a peça " Dona Flor e seus dois maridos". Mas como já eram 20 horas - hora do término do programa - o mediador queria que Marcelo párasse de falar, mas ele insistia com a peça. Até que o mediador se irritou: " Marcelo, tu é uma estrela nacional, mas não vais atrapalhar o andamento da nossa rádio". E cortou. 


A força de uma foto

O ex-deputado e atual conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Victor Faccioni sempre dizia que preferia uma foto sua no jornal do que um texto que falasse em seu nome.


A força de uma foto I
A foto publicada na capa de O SUL do sábado, dia 20/10 foi do Nabor Goulart, da agência Freelancer (www.agenciafreelancer.com ) e foi feita durante uma solenidade no Instituto de Cardiologia, na sexta-feira, dia l9/10, no qual esteve o Ministro da Saúde, José Gomes Temporão, a governadora Yeda Crusius e o secretário da saúde, deputado federal Osmar Terra.


A força de uma foto II
Itamar Aguiar, do Palácio Piratini, que estava lá não fotografou "este momento",
digamos, assim ternura.


A força de uma foto III
Quando Nabor Goulart  trabalhou com o ex-governador Germano Rigotto, ele não deixava de fotografar nada. Até beijo em boca de Rigotto ele fez. Mas depois o crivo passava pelo chefe.


A força de uma foto IV
Muita gente acha até hoje que foi a foto do deputado Ibsen Pinheiro em viagem pelo Oriente Médio  publicada em Veja no começo dos anos 90, junto aos chamados "anões do Orçamento" que proporcionou sua cassação de deputado federal.


Alegretense,tchê...
No Café a Brasileira, na rua Uruguai, em Porto Alegre por volta de 16 horas do dia 25/10, entrou Bagre Fagundes, autor do "Canto Alegretense" - o hino não oficial gaúcho - de bermudas, sandálias pra tomar um cafezinho. Mas a popularidade não o deixou em paz. Um freqüentador assíduo, o jornalista aposentado Carlos Monteiro, o " Monteirinho" - por sinal gremistão enquanto Bagre é colorado fanático - o lembrou de que o dia era dia do aniversário do seu município.
Bagre reclamou: "Estive duas vezes lá nos últimos dias".
E acrescentou: "sou portoalegrense, mas meu coração é alegretense..."


Censura na Saúde?

Na foto: a governadora Yeda Crusius(c), José Gomes Temporão(e) e o sec. de Saúde do Estado, Osmar Terra(d).
Foto: Nabor Goulart/Ag. Free Lancer

A assessoria de imprensa da Secretaria da Saúde "taxou" dia 20/10 (cortou e passou pro secretário Osmar Terra) a foto da capa do O SUL de sábado, mas não de uma charge sobre o assunto publicada no dia seguinte.


Coleguinha
Jandira Feijó está na Governança local da Prefeitura de Porto Alegre, com César Busatto.


Quintana grevista

Foto : Alfonso Abraham
Nesta foto rara, podemos observar uma nuance pouco conhecida do falecido poeta Mário Quintana. Ele no sindicato dos bancários falando ao microfone numa assembléia dos funcionários da Caldas Junior que estavam em greve por causa da falta de pagamento. Data da foto: 11/01/1984.


Estrela não, cometa!
" Sou humilde, não modesto!" classificou-se o publicitário Washington Olivetto, chairs-man da W/Brasil, na Federasul, no meio-dia de 24/10. Olivetto, para sua palestra Inovações, fez exigências: não falaria com garçons recolhendo talheres, gente falando. Queria silêncio absoluto e obteve. Exigências de cometa, não de estrela.


Olivetto I
O publicitário que tem 30% da Escala, veio inaugurar a nova sede da empresa gaúcha.Estava ciceroneado pelo Alfredo Fedrizi e outro sócio da Escala,Reinaldo Lopes esteve presente.


Olivetto II
Durante a coletiva de imprensa, depois da palestra, não comeu. Pediu um vinho tinto - tomou um copo inteiro - e mineral.Mostrou intimidade com a poesia de Mário Quintana e falou muito sobre propaganda, principalmente de idéias.


Olivetto III
" Se eu não fosse publicitário, seria um vagabundo obsessivo"classificou-se " tenho muito prazer em trabalhar" disse, sem nunca tocar no seqüestro de que foi vítima no final de 2001.


Oliveto IV
Ele está com 55 anos e aos 64 pensa em parar de trabalhar e ter concluído o processo de transferência de poder da W/Brasil para outras pessoas. Seu temor é de que ele fique maior do que a empresa, o que seria a falência dela, quando ele deixar o campo...


Oliveto V
Nomes fortes da propaganda gaúcha, como diretores da DCS não foram vistos na palestra de Olivetto. Briga de vaidades?

Leitores
Estamos recebendo e-mails dos leitores. Veja.

Garoto esperto

Na tarde do dia 11/10 quando professores se acorrentaram na frente do Palácio Piratini, este garoto foi esperto. Fez uns narizes de palhaço e botou sua banquinha na frente do palácio. A foto é do fotógrafo Nabor Goular, da www.agenciafreelancer.com


Elogio
Fernando Albrecht (JC e Band AM) elogiou a cobertura que Marcelo Fleury está fazendo pra ZH da viagem a Antártida.


Azedou
Os moradores de vários edifícios da Praça da Matriz não gostaram da manifestação que professores do Cpergs fizeram frente ao Palácio Piratini na madrugada de 11/10, quando os professores se acorrentaram pra protestar contra o governo estadual. E naquela madrugada mesmo, alguns, como o ex-secretário de turismo do governo Amaral de Souza, Lauro Guimarães fotografaram os manifestantes. Agora deram queixa ao Ministério Público invocando a quebra da Lei do Silêncio.


Azedou I
Representantes do Cpergs que lideraram aquela manifestação - a dos acorrentados - entre elas a presidente da entidade, Simone Goldschmidt tiveram que prestar depoimento no inquérito que foi aberto.Segundo um dos moradores, que assinou a lista do abaixo-assinado enviado ao Ministério Público, uma das cartas mais " fortes" foi endereçada ao secretário do meio-ambiente municipal, Beto Moesch, que nada teria feito pra impedir o barulho durante a madrugada e a consequente quebra da Lei do Silêncio.


Pauta, o Avesso das Redações teve primeira sessão de autógrafos

No ultimo dia 23, no Solar dos Câmara (Rua Duque de Caxias, 968) aconteceu a primeira sessão de autógrafos do livro Pauta, o Avesso das Redações. Em 148 páginas conto episódios do jornalismo gaúcho dos últimos anos e de décadas.A outra sessão de autógrafos está agendada para dia 3/11 a partir das 20h30min na Feira do Livro de Porto Alegre. Luiz Coronel, o poeta, ou o anti-patrono da Feira de Porto Alegre, têm uma frase sobre escritores. Diz ele que o sujeito só é um escritor de fato quando em sessões de autógrafos aparecem leitores, não apenas amigos e parentes.


Mercedes Sosa teve bom público

Foto: Eduardo Torres - DG
Foram 2.170 pessoas - entre pagantes e não pagantes - segundo a Opinião Produtora foram ao Pepsi on Stage ver o show da cantora argentina Mercedes Sosa que se apresentou no último dia 19 de outubro naquele que tem tudo pra ser seu último show em Porto Alegre. A cantora segue agora por turnê pela América Latina e depois vai a Europa.


A feira está pronta...
Neste domingo à tarde, dia 21/10, o redator deu uma volta pela praça da Alfândega e pode constatar que as obras da 53 Feira do Livro estão a mil. Todo mundo montando suas barracas. Até o Ivo,  da Martins Livreiro, dava duro de serrote em punho pra botar de pé a sua barraca.
Pra refrescar a abertura é sexta,dia 26/10.


Cena Urbana
Dia 22/, 17 horas, no ônibus Auxiliadora, da Cia Carris, na altura da Igreja da Conceição sentido bairro-centro. Onibus superlotado. Duas mulheres e um homem falam entre si e de repente uma delas começa a se queixar,a gritar que assim não dá, que o ônibus tá muito apertado, que tão passando a mão nela...ato contínuo os três passam a roleta e descem na parada em frente à Igreja. As outras mulheres começaram a conferir as bolsas e dinheiro e documentos haviam sumido de várias. O golpe é este: um da quadrilha faz escândalo as pessoas prestam atenção naquilo e os outros depenam os passageiros. Ato contínuo descem e somem... 


Veneno puro...
A propósito da saída do colunista Gustava Motta da revista Voto, um ex-colega seu opinou que radialistas " não são muito afeitos a juntar as letrinhas"... 


Site da ARI, a volta!
Um jornalista já atuando na internet, com site próprio e muito conhecido, será convidado, ao que tudo indica, nos próximos dias, a assumir o site da ARI que saiu do ar na sexta-feira, dia 19/10. 


Site da ARI, a volta! I
Este redator informa aos seus leitores principalmente aos incomodados com notas que foram veiculadas neste espaço - e este tópico  não é uma bravata - que uma coisa que ele aprendeu ao longo de tantos anos, por conselho do cronista Francisco Paulo Santana é" nunca chocar notícia"!Os que são do meio entendem do que falo.


Site da ARI, a volta! II
O desejo do presidente da ARI é que o site fale dos assuntos da entidade.


Site da ARI,a volta!III
Entre tantos "rolos" a confirmação da barraca na 53 Feira do Livro de Porto Alegre é uma boa notícia.


Jornal do Mercado Público
Saiu o número dois do Jornal do Mercado Público. Quem quiser conhecê-lo é só pegar exemplares nas bancas. Neste número dois destaco uma história de amor e trabalho feita com um casal dono de uma banca do Mercado  que está na contracapa. O jornal é feito pelo Fabrício e pelo Emílio. Tem tudo pra dar certo! A distribuição é gratuita.


Convite
O colega Antônio Goulart estará na quarta-feira dia 24 de outubro, no IEL (André Puente,318) às 18 horas para uma tertúlia-literária. Haverá autógrafos do livro de minicontos: Um leitor dos Infernos de Ivanise Mantovani. Goulart promoveu tempos atrás um colóquio na ARI, num sábado, sobre a atriz Leila Diniz. Foi um sucesso e quem não foi lamenta até hoje...


Lá se vão eles mas não é pra pegar no pesado...
Os jornalistas do turismo, Ayres Cerutti(revista Programa) ,Wilson Sierra (site SierraMar) e Vilson Muller, embarcam no sábado,dia 20 à tarde prum congresso de jornalistas (ora de turismo) no Rio de Janeiro. Mas não é pra pegar no pesado. A entidade que os congrega se chama Abrajet, mas um coleguinha maldoso a apelidou de "Abrajanta" ou " Hajajanta !".
O congresso no Rio promete...Muita praia e caipirinha...


Deu no Coletiva.net
“Pauta – o avesso da Redações” terá dois lançamentos. Veja a matéria.

Alta Tensão
Osíris Marins e Fernando Albrecht, no Jornal Gente, da Band AM, no dia 19/10 estavam quase indo “às vias de fato”. Deve ser muita pressão ou então o "stress" da sexta.


Ele voltará!
Não, não é o ex-presidente Collor de Mello. É o ex-prefeito Eloi Braz Sessim que segundo seu advogado criminalista,Nereu Lima,deverá concorrer a prefeito no ano que vem a Tramandaí.
Sessim já foi prefeito de Cidreira e de Tramandaí.


Sessim II
O ex-prefeito Eloi Braz Sessim,segundo seu advogado criminalista Nereu Lima, deverá concorrer a prefeito de Tramandaí pelo PR (Partido Republicano) o partido do atual
vice-presidente da República, José Alencar.


ARI na 53 Feira do Livro
Comunicado do vice-presidente da Associação Riograndense de Imprensa,Ênio Rockenbach, aos jornalistas-escritores informa que a entidade participará novamente da Feira do Livro de Porto Alegre de 26 de outubro a 11 de novembro. Nesta edição, em parceria com a
Alternativa Comunicação e Marketing. Ênio informa que a entrega dos livros deverá ocorrer diretamente na estande da entidade, a partir do dia da inaugurçaão da feira.


Barranco nos States?
Chiquinho Tasca um dos sócios do Barranco, na Protásio,foi a São Paulo na semana passada pegar o visto pros States. Será que ele vai abrir uma filial por lá? 


Celebridades da cultura gaúcha na sessão do Lauro
Durou cerca de duas horas a sessão de autógrafos na quinta,dia 18, no vestíbulo da Assembléia Legislativa do Estado do livro sobre Flores da Cunha escrito pelo jornalista Lauro Schirmer. Publicação da RBS, o livro tenta desmistificar um dos mais famosos caudilhos gaúchos. Paixão Cortes, folclorista, Nico Fagundes e seu irmão Bagre, autores do Canto Alegretense, o advogado Paulo Brossard, o deputado federal Ibsen Pinheiro, Indio Vargas, foram prestigiar a sessão.


Lauro I
Celebridades  culturais "desfilaram" durante o evento, como o folclorista Paixão Cortes, o radialista Nico Fagundes. Muitos jornalistas foram cumprimentar o ex-colega,entre eles anotei Felipe Vieira, Balala Campos, Celito de Grandi, Carlos Bastos, o fotógrafo Gérson Schirmer (filho do autor) a companheira de Lauro, Célia Ribeiro. O presidente da Grupo RBS,
Nelson Pacheco Sirotsky também compareceu.


Autógrafos do Lauro II
Os "papa-coquetéis" estavam lá. Assim como muitos parentes e descendentes do caudilho Flores da Cunha. Havia os chatos de sempre nestas ocasiões. Como um senhor que na minha frente, na fila, parava todo mundo pra mostrar a foto do pai dele no livro. Argggg....

Feira do Livro I
A imprensa foi recebida dia 18/10 pela Câmara Riograndense do Livro pra entrevista sobre a 53 Feira do Livro de POA que abre dia 26. Desta vez não haverá país homenageado porque a Colômbia, que o seria, desistiu. É que há um grande encontro de literatura em Bogotá. Porto Alegre não perdeu a grande chance de trazer o Gabo, autor de Cem Anos de Solidão?


Feira do Livro II
Na coletiva, as coisas de praxe. Quanta grana um patrocinador vai dar, ou o outro o que a Procempa vai fazer. Está claro que estas coletivas são cada vez mais pra justificar aos patrocinadores a grana investida.


Feira do Livro III
Leda Nagle, do Sem Censura , Da TVE, do Rio de Janeiro, virá fazer um programa especial da Feira. Parece que é sobre a participação das crianças.


Feira do Livro IV
Leda Nagle, por sinal, é considerada pelos colegas da TVE do Rio," bipolar".


Feira do  Livro V
No meio dos livreiros, diz-se que a feira do livro de Porto Alegre não é mais a mesma, isto é, muita mídia e pouca venda de livros. Isto não bate com as estatísticas distribuídas ao final de cada feira.


Feira do Livro VI
E o livro roubado do Drummond? Mas que ladrão culto este. Ele sabia que estamos às vésperas de mais uma feira do livro?


Feira do Livro VII
O ladrão do livro do Drummond merece uma estátua ao lado do Marechal Osório. Conseguiu trazer mídia pra feira às vésperas do evento.Só se fala nisto, lembra o colega do jornal O SUL, Flávio Pereira.


Feira do Livro VIII
A Câmara Riograndense do Livro vai fazer do limão uma limonada com o tal de roubo do livro do poeta. Fará, segundo disse o presidente Waldir da Silveira,no dia 18/10, um "ato antivandalismo" durante a feira, com a colocação de um novo livro nas mãos do Drummond. E já fizeram contato com o "Chico" ( será o Chico Buarque de Holanda?) pra vir pro ato. Só que, disse Waldir, o "Chico" não atende o telefone, então o contato foi com sua assistente.


Feira do Livro IX
Imagine se os primeiros fundadores da feira do livro soubessem que ela se transformaria nesta mina de ouro(em patrocínios) quando colocaram aquelas meia dúzia de barracas na Praça da Alfândega ?


Noticias de coleguinhas
Margareth de Paula, ex-ZH e editora Síntese está na imprensa do Palácio Piratini.
Linei Zago, também.


Perdidos no cemitério I
Os colunistas Adão Oliveira e Carlos Bastos saíram para o enterro do colega Amir Domingues no último dia 8, mas não se informaram antes bem em qual cemitério seria enterrado. Forum num e entraram um velório de um coronel que nunca tinham visto na vida.


Perdidos no cemitério II
Os dois colunistas voltaram pro Jornal do Comércio e segunda um colega Bastos chegou "pálido". Depois descobriram em qual cemitério Amir estava sendo velado e foram para lá. 


ARI presente

A Associação Rio-grandense de Imprensa (ARI) irá pra 53a. Feira do Livro de Porto Alegre.


Sem o  "Juruna"!
Na edição da revista Voto, que circula esta semana, desapareceu a coluna "Corneta" - a melhor parte da publicação. Era assinada pelo (excelente) repórter Gustavo Motta (o "Juruna" ) que saiu de fininho alegando que estava sem tempo. Na verdade, é que a imprensa chamada alternativa não tem como pagar um trabalho da qualidade que o "Juruna" fazia.


Educação
O Brasil gasta 944 dólares por ano por cada aluno que está em escola pública. A União Européia gasta 7 mil, Argentina, Chile e México estão gastando dois mil dólares.
Dados da ONG Todos pela Educação:  www.todospelaeducação.org.br


Niver
Dia 17/10, a colega Neusinha Fróes esteve de niver. E depois que Diego Casagrande lhe mandou um abraço pela Band News, seu telefone celular "entupiu" de torpedos. A Neusinha embarca dia 3/11 pra Holanda acompanhando uma missão empresarial.


Ritmo Louco!
A governadora Yeda Crusius tem usado a internet pra desestressar à noite. Ex-assessores de Germano Rigotto lembram que o chefe trabalhava das 5 da manhâ a uma da madrugada do dia seguinte.


Prestígio
O salão da Federasul não chegou a lotar em 17/10  pela palestra de Millú Villela, da ONG, Todos pela Educação mas alguns nomes de peso foram prestigiá-la como o empresário Jorge Gerdau e a presidente da Parceiros Voluntários, Maria Helena.


Coleguinha sondado I
Atenção quem convidou um coleguinha pra fazer uma coluna diária no Correio do Povo: ele quer ganhar o dobro do que ganha pra trabalhar 7 dias por semana.


Péricles repórter
No almoço da Federasul, dia 17/10, no Tá na Mesa, o "Vitrine" foi do empresário Péricles de Freitas Druck, do Grupo Habitasul, que completa 40 anos. Ele lembrou que entra na Federasul " desde 1959,60, quando vinha aqui como repórter do Correio do Povo".


Cirne Lima jornalista
Pra quem não sabe, Luis Fernando Cirne Lima também trabalhou no Correio do Povo e é sindicalizado.


Gonzaguinha fez show pra arrecadar fundos pros grevistas da Caldas


Uma das  "relíquias" que o livro Pauta, o Avesso das Redações - com sessão de autógrafos agendada para o dia 23/10 no Solar dos Câmara ( Rua Duque de Caxias, 968) e na 53  Feira do Livro de Porto Alegre no dia 03/11 às 20h30min - conseguiu recuperar foi este bônus que serviu de ingresso prum show que o falecido cantor Gonzaguinho fez no dia 19/12/1983 no auditório Araujo Viana, para arrecadar fundos pros grevistas. A dona do ingresso, a médica Maria Siliprandi, o cedeu gentilmente para este livro e depois o doou à Comissão da Anistia pra ficar guardado.


Mercedes Sosa canta em Porto!
Só mesmo o Alemão da Opinião Produtora  pra conseguir trazer a cantora argentina Mercedes Sosa. Ela cantará sexta-feira, dia 19, no Pepsi on Stage no que tem muitas chances de ser a última vez que seus fãs portoalegrenses e gaúchos poderão vê-la cantando aqui.


Leitores do site
Agradecemos os leitores Loiva da Biblioteca da Sta Casa, do editor do Jornal O SUL, Elton Primaz e do fotógrafo Alfonso Abraham.Continuem nos prestigiando.Obrigado.O editor.


O vigarista da rodoviária I
No aniversário do taxista Ivan (nascido em Cornellius,interior de Osório) dia 15 último, no bar Ágapio, ao lado da rodoviária de Porto Alegre, o assador foi o " Simão", um gringão de dois metros de altura, nascido em Anta Gorda, hoje dono do Pit Stop, uma barzinho que serve bebida e comida na av. Voluntários da Pátria. Enquanto cuidava da carne, o Simão contou uma história de 2005, quando "embarcou" numa vigarice fajuta.


O vigarista da rodoviária II
Acontece que em 2005 vieram uns "baianos" segundo ele, trabalhar na Petrobrás, em Canoas e se hospedavam nos hotéis em volta da rodoviária de Porto Alegre.E a grana corria frouxa até no Pit Stop do Simão. Na véspera  de um feriadão de 4 dias, o Simão estava atucanado no bar e entrou um sujeito bem arrumado (pra variar, vigarista anda sempre bem arrumado, pra enganar trouxa)  e disse que queria encomendar comida pra 700 pessoas, deviam ser baianos. "Setecentas quentinhas equivalentes a 700 reais" o Simão enlouqueceu, achou que ia forrar o poncho...


O vigarista da rodoviária III
Mas o Simão ficou com a pulga atrás da orelha, como se diz. Desconfiou do sujeito. E começou a se preparar pra arrumar as "700 quentinhas". O vigarista, pouco depois que fez a encomenda começou a ligar, e a ligar, e a ligar. O Simão não desconfiou. Ligou até uma mulher. E quando o Simão exigiu que ele fizesse o depósito, ele mandou pela internet o comprovante do depósito, feito num caixa eletrônico, mas como os bancos só abririam na segunda, o comerciante nem desconfiou que nada tivesse dentro. Simão  foi entregando nos dias seguintes as quentinhas pro vigarista. Só que na segunda o depósito era apenas o depósito, dentro dele não havia nada, ou um cheque sem fundos....


O vigarista da rodoviária IV
O Simão, trabalhador que é, engoliu o prejuízo, mas foi brabo. Tempos depois ele vinha do Parque da Harmonia, na Semana Farroupilha, e viu o vigarista subindo a Barros Cassal. Pediu pra pararem o carro, desceu e começou a dar no sujeito, a dar com vontade. Arrastou até o seu bar na Voluntários e chamou a Brigada Militar pra levá-lo preso. Tempos depois viu o vigarista, solto, caminhando nas cercanias da rodoviária, perto do bar Agápio, seguramente procurando outra possível vítima.


" Caroninha" na segunda-feira
Dia 15/10, por volta de 9 da manhã, um carro,branco,de placas JNC-4365 pegou em casa na Av. Nilo Peçanha uma funcionária. O veículo tinha escrito na porta " Procon - Secretaria da Fazenda".

Araguaia
Araguaia: 33 anos depois, camponeses relatam atrocidades. Veja no "Memória Jornalística"


Sem essa do "véio" Ulisses

ZH e FSP do último dia 12 ignoraram solenemente os 15 anos da morte do
ex-deputado Ulisses Guimarães!


O ministro Tarso e a filha brigam mas é  de " mentirinha"!
No dia 7/10, quem foi almoçar no restaurante do Hotel Plaza San Rafael, em POA, pode ver numa das principais mesas o ministro da Justiça Tarso Fernando Herz Genro almoçando com a família e nela incluída,é claro, a deputado federal do PSOL Luciana Genro.


Paulo Autran entrou correndo na casa de Verissimo

A  morte do ator Paulo Autran, no dia 12,  fez-me lembrar uma pequena  historieta que aconteceu numa tarde de 1993  na  casa do escritor e colega L.F. Verissimo onde eu fora pedir-lhe um prefácio para meu livro " Quem Diria...tudo começou asssim..." Estávamos na sala esperando o Verissimo que escrevia seu artigo do dia eu,o Sérgio Lüdke, o gravurista Joaquim Fonseca (da editora Artes e Ofícios) que também estavam lá por deveres profissionais. O Luis Fernando subiu e fez uma pequena reunião, informal, ouvindo de cada um o que queriam. Neste momento tocou a campainha da casa e qual não foi nossa surpresa quando entrou correndo pela sala,quase querendo não ser visto ali, o ator Paulo Autran. Foi correndo pra cozinha, onde o aguardava sua amiga, Mafalda Verissimo, pra tomarem o chá.


Autran I
Dizem que sempre que o ator vinha a Porto Alegre tinha um cuidado especial: não visitava uma sem também não visitar a outra das amigas Mafalda Verissimo e Eva Sopher.    


ARI se explica
O vice-presidente da Associação Riograndense de Imprensa,Ênio Rockenback, entregou no último dia 4 de outubro numa  Vara da Justiça do Trabalho uma explicação da entidade sobre sua relação com um seu  ex-parceiro. Ali nesta Vara  tramita um processo trabalhista contra ele.


ARI e a 53 Feira do Livro
Aguarda-se para os próximos dias, o anúncio oficial se a ARI vai ou não com sua barraca para a Praça da Alfândega durante a 53 Feira do Livro de POA.


Coleguinha sondado
Um coleguinha, veterano em informações política e econômicas,atualmente no mercado, foi sondado pelo Correinho pra ir pra lá.


Guria do Tempo
A repórter do Correinho, Priscilla Casagrande, que é produtora também na TV Record, foi sondada para apresentar o tempo na emissora. " Vou devagar" disse a simpática guria. 


Doadores

Procura-se doadores de sangue tipo sanguíneo O negativo dispostos a doar medula. contato com Karine (fone 81778350) ou gi@computech.com.br


Pizza no pedaço
A Pizzaria Rua da Praia é a mais nova opção do shopping Rua da Praia para almoço, happyhour e jantar. Aberta de segunda a sabado, das 11h30min às 21h30min, ela funciona com diferenciado sistema de pizzas em fatias no horário do meio-dia ; petiscos no happyhour e a la carte durante à noite. Para acompanhar, o tradicional chopp da Brahma, bem gelado, tirado no capricho.Vale a pena conferir.


Água no leite I
Tem rolado no noticiário local vistorias das autoridades sanitárias que descobriram a já velha fraude da água no leite. A este respeito, o colega Benito Giusti, que trabalhou muitos anos nos jornais da CJCJ(Companhia Jornalistica Caldas Junior) faz questão de lembrar um episódio que teria tudo pra ser uma lenda inventada, mas que de fato existiu.


Água no leite II
Foi o seguinte: A hoje extinta  Corlac(Companhia Riograndense de Leite) multou alguns produtores de leite da Zona Sul de Porto Alegre por colocarem água no leite. Breno Caldas, dono da CJCJ, tinha uns posseiros que produziam leite nas suas terras perto da Fazenda do Arado, mas o leite oficialmente saía como se fosse do proprietário, o Breno. E estes posseiros tocavam água no leite.


Água no leite III
A Corlac tocou a multa no nome do Breno. O outro produtor que também foi multado foi o ex-deputado Júlio Brunelli.A lista com os donos das propriedades rurais foi enviada aos jornais e no Correio do Povo recebeu tratamento especial, por ser uma lista oficial. Foi " baixada" (editada) não se sabe por quem, na coluna " Diversas", um local onde o jornal dava tudo o que era notícia pequena, mas a coluna tinha muita leitura.


Água no leite IV
A coluna "Diversas" daquela tarde desceu pra oficina mas já altas horas da noite o chefe da gráfica, um funcionário muito zeloso, viu ali o nome do patrão, Breno Caldas. Nem se tocou do assunto. Apenas acrescentou um DR. (maiúsculo) porque achou um desaforo que escrevessem assim, Breno Caldas, simplesmente.Saiu assim no dia seguinte.


Água no leite V
Breno Caldas fez do limão uma limonada. Pegou aquela notícia, a recortou  e segundo conta Arthur Zanella, cada vez que alguma autoridade ia se queixar a ele que estavam levando pau, ele dizia,sorridente e cinicamente puxando de debaixo do vidro da sua escrivaninha a notícia que saira no Correio do Povo: " até de mim falam mal neste jornal". 


Quinze anos sem o "timoneiro!


Foto: Alfonso Abraham

No dia 12 de outubro, comemora-se 15 anos da morte do deputado Ulisses Guimarães, que comandou a transição da ditadura militar para a democracia. Poucos ainda se lembram mas quando Ulisses - ou o " Senhor Diretas" como era também chamado - foi o anticandidato a presidência da República em 1974, junto com Waldir Pires (até pouco tempo atrás Ministro da Defesa do Presidente Lula) até cachorros foram postos encima de Ulissses e Waldir em Salvador, terra onde "Toninho Malvadeza" ( Antônio Carlos Magalhães) mandava. Na foto gentilmente enviada pelo colega Alfonso Abraham uma lembrança do " velho" Ulisses que desapareceu no mar de Angra dos Reis, a bordo de um helicóptero quando regressava a São Paulo.


Livro Pauta, o Avesso das Redações terá sessão dupla de autógrafos

A primeira está agendada para o dia 23 próximo,entre 18-21horas, no Solar dos Câmara, Av.Duque de Caxias,968. E a segunda será dia 3/11,às 20h30min, no pavilhão de autógrafos da 53 Feira do Livro de POA. Em 148 páginas, muitos episódios sobre jornalistas porto alegrenses e do interior. Nesta foto,o publicitário Emílio Chagas, que foi um dos editores do semanário O Tição, de POA, na Praia Mole, em Floripa junto a duas amigas, Eloísa Gobbi e Maria Siliprandi. A foto foi batida no entardecer do domingo de carnaval em fevereiro de 1986.
Atenção para a bruma! Saiba mais sobre o livro.


Medo dos outdoors...
Quem foi que inventou a triste (para os políticos) prática de colocar nome e foto de deputado que vota a favor de projeto antipopular, como este dos aumentos de impostos que a governador Yeda mandou ao legislativo estadual? Não tenho certeza, mas parece que foi na votação da Previdência e os deputados que foram pelo voto antipopular foram execrados com suas fotos e colocados na Praça Parobé, no centro de POA, por onde circulam milhares de pessoas diariamente.


Medo dos outdoors...I
Agora, tem gente achando que o projeto da Governadora passaria na Assembléia, mas os deputados estão é com medo dos "malditos" para eles outdoors que novamente poderão se espalhar pelas principais rodovias do estado, tipo freeway, por exemplo.


Medo dos outdoors...III
Dia 10/10 na Federasul, antes do convidado falar no " Tá na Mesa " o presidente, José Cairolli fez uma verdadeira prédica - coisa que não é do seu estilo ficar falando - contra o projeto que aumenta impostos. Disse que isto vai representar mais "pirataria e mais informalidade".


 Nas asas da KLM
A colega Neusa Fróes, a Neusinha, viaja dia 3 de novembro acompanhando uma missão empresarial que vai a Holanda durante uma semana. Vai como convidada do governo holandês. Mas, antes, dia 19 próximo ela completa 53 anos. Nesta comitiva não viajarão jornalistas das principais empresas de comunicação do Estado. A " Neusinha" mandará matérias pra abastecer as redações.


"Blog do Olides"
O blog “de Olhos e Ouvidos”, com apenas dois meses de funcionamento, já teve mais de 3.000 acessos. Obrigado aos leitores, vamos continuar melhorando.
O site www.coletiva.net deu a notícia. Leia a matéria.


Morreu Lupi Martins, um grande repórter e um grande "gozador"
Foi enterrado na tarde do dia 9/10 - morreu na manhã daquele dia  vítima de câncer linfático - ,aos 63 anos, o repórter esportivo e durante anos repórter da Empresa Brasileira de Notícias, Lupi Martins. A última vez que estive com ele foi em 18 de maio do ano passado no lançamento do livro que escrevi sobre a Família Spina. Lupi estava contente, nada fazia supor que estive doente. Ele vinha há anos editando um jornal sobre cavalos e por isto tinha muito trânsito entre os amantes da hípica.


Lupi I
Alberto Blum, colega de Lupi, na Caldas Junior, conta que o repórter tinha um extranho hábito. Sempre que viajava para cobrir jogos do Grêmio ou do Inter, Lupi "desaparecia" assim que chegava na cidade de destino. E somente reaparecia no dia do jogo.


Lupi II
Blum relata ainda que no dia do acidente do Pedro Carneiro Pereira ele estava em Vitória no Espirito Santo para cobrir um jogo do Grêmio. Quando chegou ao estádio, local do jogo, encontrou o Lupi que saía do estádio, aos prantos e conseguiu apenas dizer entre soluços: " morreu o Pedrinho, morreu o Pedrinho..." Não houve transmissão da jornada pela rádio Guaíba naquele dia.


Lupi III
E por fim relato um fato que humaniza o próprio Lupi. Numa das tantas vezes que ele teve que viajar em jatinhos para cobrir eventos oficiais, teve que fazer suas necessidades dentro de um saquinho plástico, nos fundos do avião, porque teve uma forte diarréia.
Lupi não se fez de rogado, já que o jatinho não tinha banheiros.
Os próprios colegas que viajavam com ele, entenderam as circunstâncias....


Ainda o Amir
Amir Macedo Domingues, enterrado dia 8 último, disse-me que o melhor repórter que ele viu atuar foi Lauro Quadros, (hoje apresentador do Polêmica, na Gaúcha).


Festa do SINDI

Ainda repercute a festa de 65 anos do sindicato dos jornalistas. Na foto vemos vários diretores do sindicato,entre eles Leo, Neusa Nunes mais o jornalista Sérgio Bueno, do jornal Valor Econômico
e a deputada federal do Psol, Luciana Genro.

 
 


Morreu Amir I
Faleceu dia 8/10, depois de uma enfermidade, o radialista e um dos  fundadores da rádio Guaíba, de Porto Alegre para onde entrou em 10.04.1957, Amir Domingues. Tinha 78 anos de idade e durante 30 anos apresentou o programa "Agora". A entrevista deste programa que mais teve repercussão foi realizada em 1992 com o ex-presidente João Figueiredo e sob o título de "Figueiredo rompe o silêncio e prevê o caos social" ganhou o Prêmio ARI de Jornalismo. Amir a considerava a sua entrevista que mais repercussão teve durante sua longa carreira.


Morreu Amir II
Amir Domingues era primo e cunhado do radialista Heron Domingues, que ficou muito conhecido por apresentar o " Repórter Esso". A sua última  entrevista foi feita por mim e pelo colega Antônio Goulart para uma matéria do jornal da Associação Riograndense de Imprensa(ARI). Alguns dos episódios narrados nesta conversa pelo Amir  estão no livro Pauta, o Avesso das Redações com sessão de autógrafos agendada para o dia  23 próximo , no Solar dos Câmara, (18h às 21 hs) na Rua Duque de Caxias e também na 53 Feira do Livro de Porto Alegre, e no dia 3/11 no Pavilhão deos Autógrafos, as 20h30 minutos.
Contatos com o autor do livro pelo email contato@deolhoseouvidos.com.br


Morreu Amir III
Nesta entrevista, Amir contou em detalhes como foi a já famosa morte de Dom Vicente Scherer (falsa morte,diga-se de passagem). Amir não lembrava da data com certeza, mas ocorreu  num domingo de 1957 ou 58. Havia um jogo importante no estádio do Internacional de Porto Alegre e não era um Grenal. Ele dirigia o departamento de espsortes e notícias da rádio Guaíba. E era comentarista esportivo. Depois do jogo, Amir, que não tinha automóvel, foi para sua casa. Chegou em casa por volta de 19 horas. Em seguida, bateram na sua casa era o locutor Ênio Berwanger (falecido). Pálido, lívido, com uma carta de demissão na mão. Contou então a Amir o que havia noticiado a morte do arcebispo dom Vicente Scherer. Amir foi para a Guaíba e encontrou uma balbúrdia. Oscar Artur Riegel Junior e José Henrique Green (maisw tarde diretor do IAPI) foram os dois redatores que criaram a confusão. Os dois entregaram cartas de demissão a Amir. Ele botou as cartas no bolso e perguntou que providências haviam tomado: desmentimos a notícia, disseram. Ali na hora ele mandou preparar um correspondente Renner (noticioso de grande prestígio) onde outros dados seriam dados(Não da morte, é claro).
Oscar Riegel contou a Amir que ele recebeu uma ligação de alguém da rua se fazendo passar pelo sacristão de Dom Vicente (Até hoje muita gente sustenta que foi o jornalista Flávio Tavares que passou este trote). Imitava-o perfeitamente. Informou que o arcebispo falecera de um mal súbito cardíaco. Um dos dois redatores correu para o telefone que ficav a no departamento de Esportes para confirmar a ligação com a Cúria Metropolitana. Só que o telefone da Cúria estava sempre ocupado o que fez aumentar a suspeita que o bispo realmente morrera. Nesse tempo o locutor Ênio Berwanger chega ao departamento de notícias que ficava do outro lado, pega a notícia já redigida e para ganhar tempo a caminho do estúdio passa pelo funcionário que tentava falar com a Cúria. E pergunta:

- Confirmou? O colega faz sinal de positivo, querendo dizer que não conseguira a ligação e Ênio entendeu como se o bispo realmente morrera. Entrou rápido no estúdio, tocou a característica do Renner em edição extraordinária e lê a morte do arcebispo. Os dois redatores perguntam um pro outro:

- Confirmaste a notícia?
- Eu não, diz um pro outro.

Ligaram na rádio Difusora (dos padres) e ao invés de ouvirem música fúnebre logo viram que haviam cometido uma gafe, porque só tocava música popular. Em seguida veio uma ligação da Cúria Metropolitana dizendo que o bispo estava vivo. Amir disse que a confusão foi muito grande na Guaíba porque a audiência da rádio era enorme."Causou uma confusão generalizada" relembrou ele. Só para se ter uma idéia havia no momento uma missa na Igreja da Conceição na av. Independência e o sacristão puxou a batina do padre oficiante segredou algo no seu ouvido e o padre comunicou o fato aos fiéis, entre eles dona Ilza Kessler Caldas, mulher do dono da Guaíba, Breno Caldas. O padre começou ali a rezar pela alma de Dom Vicente. As rádios do interior do Estado passaram todas a reproduzir a notícia dada pela Guaíba. " Causou um traumatismo geral" relembrou Amir. Amir redigiu uma carta informando o que aconteceu e disse que os dois redatores eram de sua confiança. "Havia sido um acidente" justificou. No dia seguinte, ele foi autorizado a acompanhar Mendes Ribeiro até o Rio de Janeiro onde tinham um compromisso agendado.

No fim da tarde daquela segunda, quando chegou de volta do Rio, havia no aeroporto um bilhete dizendo pra ele ir pra rádio. Quando chegou lá, encontrou dom Vicente Scherer solicitando que os funcionários que se haviam envolvido na confusão não fossem demitidos porque ele compreenderam o que aconteceu. Amir foi aguardado para participar de uma foto junto com Arlindo Pasqualini publicada na Folha da Tarde do dia dia seguinte. Aquela foto segundo Amir " foi um negócio constrangedor". Como decorrência do episódio, os departamentos de Esporte e Jornalismo foram separados.

A rádio Gaúcha deitou e rolou encima da gafe de sua principal concorrente. João Aveline contou em seu livro de memórias "Macaco preso para Interrogatório" que ele foi de gravador entrevistar Dom Vicente Scherer e o encontrou lendo o livro Getúlio Vargas, "Meu Pai", da Alzirinha Vargas. E a concorrente fez muita pilhéria em cima disto.


Amir III
Amir Domingues era espírita.Assinava o jornal do Alan Kardec. 

 
 
 
 






 
 
 
 
Segue a coluna mensal  "de Olhos e Ouvidos" , presente no Fitness:

 Dia 31/08: Cândido Norberto falou no Sala de Redação. Lembrou que Paulo Santana “invandiu” o programa no começo dele.

 Dia 31/08: no Sala, Vianey Carlet lembrou que ele e Pedro E. Denardim foram avisar Maurício Sobrinho, fundador da RBS, que iriam pra Rádio Sucesso. Ele disse: desejo sucesso pra vocês, mas se não der certo voltem.

 Sérgio Stock no Rio Grande no Ar, na TV Record: “as manchetes de Zero Hora cuja, ao invés de CP”.

 Desde 04/09 coluna de F.A.Gomes não circula no CP.

 Ribeiro Neto e Leonardo Meneghetti “seriam colorados”. Tudo porque foram vistos num jogo do Inter com os filhos usando bonés do atual campeão do mundo.

 Dia 06/09: ZH foi dos poucos jornais que deu morte do tenor italiano Luciano Pavarotti. Na edição concluída 2h15min da madrugada já do dia 6, há um porém: na Editoria Mundo, na pag. 37 um tópico diz: “Estado de Saúde de Pavarotti é grave. Já na mesma edição pag. 41 da Geral numa pag. inteira: “Morre o Tenor das Multidões”.

 Convite do lançamento das fotos “de 8 a 80” no Memorial dia 11/09 contém erro: ex-gov. Alceu Collares aniversaria dia 7/09 e não dia 12.

 Impeachment de Collor não foi 29/09 de 1991 e sim 1992. Erro foi de Mendelski na R. Guaíba, dia 12/09.

 Dia 31/08: na Usina do Gasômetro, no coquetel da RBS, comemorando os 50 anos do Grupo, Dna. Ione P. Sirotsky ficou de pé apenas no Hino Nacional. Nico Fagundes, apresentador e folclorista, ficou sempre sentado.

 Rodrigo Orengo da Rádio Gaúcha mudou-se dia 24/09 para Brasília, pro lugar de Roberto Maltike que foi pro G1, portal da Globo. Convidado fora Josimar Farina que esnobou Brasília.

 ARI prepara obituários. Entidade não quer ser pega de surpresa.

 Dia 13/09: um mês de Rogério Meldelski na Guaíba. Ainda sem dados do IBOPE. Já levou puxão de orelhas por causa de críticas que fez a um ministro de Estado, gaúcho, nascido na “terra dos presidentes”.

 Um veterano jornalista da praça, ex-colega de Mendelski, prevê curta duração do comunicador na emissora atual. “Pelo seu temperamento” diz ele que o conhece bem.

 “Diversidade” é o novo programa de Cristina Mazzei e Glei Soares, apresentado na TV Cristal (canal 55) das 17 às 19 e reprise da (meia-noite às duas).

 Como âncora, Santana. É parte da equipe do “Palavra de Mulher” que se mudou pra lá. Tem tudo pra dar certo, desde que apresente personalidade e não fique na mesmice...

 Dia 31/08: Um colega que conversou com José Barrionuevo no coquetel dos 50 anos do Grupo RBS ele disse estar satisfeito com sua nova vida. Pensa até em ir desacelerando, não trabalhar na sexta.

 Coluna rsvip de Mariana Bertolucci, em ZH, dia 15/09 noticiou presença de IARA TURKENITCH em evento. Não seria SARA ex-dona da Prosa I verso?

 Depois de longa ausência, Leila Weber voltou dia 15/09 ao barzinho da ARI.

 Na portaria do Correio do Povo, presença diária do Jornal A RAZÃO de Sta. Maria pro colunista Armando Burd.

 Livreiro Jorge Silva “o jovem hebreu” diz que segredo do seu negócio são os anúncios que coloca em cadernos culturais...

 Santa Irene Araujo Lopes voltou ao batente editando de Eldorado do Sul.

 Flávio Varrone, da Somar Metereologia, é de Pelotas. Affonso Ritter, no Jornal Gente, da Band AM comentou: “nem parece”.

 Ercy Torma, presidente da ARI esteve no dia 17/09 no jantar do pres. do Bco. Central, Henrique Meirelles, na casa de Ricardo Malcon.

 Barzinho da ARI abriu dia 22/09, sábado de feriadão.

 Dia 17/09: Programa “Show dos Esportes” da R. Gaúcha foi feito diretamente do Galpão Crioulo do Palácio Piratini.

 Sábado dia 15/09: Programa da R. Gaúcha apresentado por Vianey Carlet entrevista um patrão do Parque da Harmonia que estava acampado. Sua dicção era “lenta”.

 Repórter Isabel Marchezan de ZH já foi da Gazeta Mercantil. É parente da família de políticos.

 Colega Paulo Fontoura alerta: Praça EUNICE JACQUES, em Teresópolis está totalmente suja e abandonada. Precisa de limpeza.

Rescaldos da Festa do Sindi

 o Sindicato dos Jornalistas-RS comemorou 65 anos dia 22 último com festa nos Caixeiros Viajantes.

 Dia 22/09 Glei Soares estava chegando ao baile e levou Cristina Mazzei pruma outra festa que havia no clube. “Estavam todas as mulheres de longo. Eu pensei: não vou entrar” conta Cristiana. Glei a havia levado à festa trocada.

 O presidente do Sindicato dos Jornalistas - RS José Nunes fez niver neste dia 22/09.

 A RBS tinha uma mesa onde estavam Lauro Quadros, Tânia Carvalho, o advogado Ary dos Santos. No outro lado ficou o bloco “do Correio do Povo” e a cada homenageado gritavam com mais força.

 Renato Gianuca saiu antes porque cuida da mãe.

 Márcia Camarano observou que os “veinhos” não saíram logo no jantar, ficaram pro baile!

Quando será o próximo baile do Sindicato dos Jornalistas?

 Um cidadão entrou no STF com uma ação contra o Ministro da Defesa Nelson Jobim. Sabem porque? Porque ele usou farda de General na primeira visita que fez a Amazônia como Ministro da Defesa. Diz o cidadão que a farda de General é privativa das Forças Armadas. O STF arquivou a ação do cidadão.

 Dia 29/09: Eucárdio Derosso lança livro na Ari mas não dá entrevista na rádio da UFRGSul, pifou a linha...

 Kaiam Messina, da rádio Band AM, de Bsb, foi entrevistar o dep. Clodovil Hernandes e lhe perguntou se este era o “ velho” Clodovil. Ao que o deputado lhe respondeu: vamos ficar nus depois pra ver se este é o velho Clodovil. Esta declaração foi posta no ar pela Band AM.

 Osíris Marins, dia 25.09 estava lendo manchete do dia anterior. Foi alertado disto pelo colega Ritter, no Jornal Gente da Band AM.

 Dia 25.09 também no Jornal Gente da Band Am Affonso Ritter foi lançado a prefeito de Pinhal Alto, interior de Petrópolis.

CD de Nelson Coelho de Castro produzido por Juarez Fonseca pros 65 anos do Sindicato dos Jornalistas chegou trocado pra festa do dia 22. Agora os associados que pagaram por ela vão recebê-lo em casa.

 Piadinha dita no dia 28/09 no Cafezinho da Pop Rock: quem matou Tais(uma das gêmeas, a má)na novela “ Paraíso Tropical” da TV Globo, foi? adivinhem...ele....S A N D R O G O I A N O !

 Morreram Amir Domingues e Daniel Iosphe, em 08/10.

Segue também a ultima edição do FITNESS -
CLIQUE AQUI PARA VER



 
 
Pauta, o avesso da Redações

Publicado em agosto de 2007, este livro tem 148 paginas contando gafes, fatos pitorescos, e porque não assuntos sérios envolvendo a historia de TVs, Radios e Jornais do RS. O autor pesquisou ou lhe contaram estes episódios que ele foi guardando, checando, até chegar a conclusão que possuiam boa parte de veracidade, ou chegavam perto dela. O livro num esforço quase involuntário preserva parte da memória do jornalismo gaúcho.Narrado em tom coloquial, diz o que se passa nas redações longe dos olhos do grande público consumidor de notícias. A edição é do autor, com impressão feita pela RMLGrafica. Provavelmente estará entre os lançamentos da próxima feira do livro de Porto Alegre. Agradeço ao Affonso Ritter e também aos amigos da Coletiva.net, que divulgaram este lançamento.
Veja nos links a seguir:
 
Comunique-se         Affonso Ritter           Coletiva.net
 
 



Interação dos Leitores

" Adorei ter te reencontrado!!! Pois, a última vez ,estávamos muito revoltados com a morte do velho Aveline. Já comecei a me divertir com o q escreves. És mto corajoso. Aliás, sempre achei q tu eras o único nesta  cidade  a enfrentar o João Aveline, meu pai. Sempre te admirei!!! Parabéns pelo livro!!!! Um beijo." Maria Helena Aveline


Olides velho, que legal encontrar teu site na Internet. Parabéns! Acho que tu encontrou teu  lugar no mundo jornalístico. Depois de 11 anos na Florida, passei três anos no Brasil, em Florianópolis, dando aulas na UFSC (de 2003 a 2006). Mas não resisti a um convite para dar aulas na California State University de Long Beach e voltei para os braços do tio Sam, que sempre me acolheu. Na foto em anexo, Eduardo, meu marido, Barbara, que está com 13 anos, e Vivian, com 10, durante um passeio recente ao Grand Canyon, no Arizona. Um abraço, Heloiza G. Herscovitz

Canton, olhos e ouvidos sintonizados...um abraço, Cleber Dioni 

" Sr. Olides, sou Rodrigo Paludo Sandrin. Descendo de Francesco Bodanese e Carolina Biesuz, que moraram entre 1900 e 1940 na linha XII, situada há um quilometro de Serafina Corrêa. Estou escrevendo um livro sobre meus antepassados e me chamou a atenção ao ver o seu livro sobre Serafina Corrêa, onde aparece uma foto antiga de família com o mesmo fundo da que eu tenho da família de Francesco, tirada na década de 1920. Eu possuo em minha biblioteca particular o livro do prof Dino Zambenedetti e de Geraldo Cocewicz, de 1988, intitulado "Serafina Corrêa, Histórias e Estórias". Nele constam algumas referências e fotos do meu trisavô. Gostaria de saber se no seu livro existe alguma citação com referência as famílias Biesuz e Bodanese e Patussi. Por outro lado, por não ser da área jornalística, seria possível o sr me dizer quanto custa mais ou menos para editar e mandar publicar um livro como este? Somente a título de curiosidade, para quando eu for publicar o meu livro de família.
“Dobbiamo ricordare i nostri antenati, è per loro Che oggì siamo qui”. Pesquisando os sobrenomes: Sandrin, Paludo, Cobalchini, Bodanese (Modanese), Romagna, Sottili, Coser, Patussi (Patuzzi), Turrini, Bissoli, Busato, Canal, de Martin, Gobbo, Parise, Biesuz, Postingher (Postinghel), Fait Veneri, Bonomo, Pasini, Fedrizzi, Cester, Ruzzene, Broll, Storti, Spagnol, Meneguzzi, Soldera, De Carli, Caserotto, Forti, Bottura (emigrados para o Brasil a partir de 1875, estabelecidos na serra gaúcha).
Cordiais saudações, Rodrigo Paludo Sandrin - Curitiba / PR.

Meu Prezado Olides: Tive o prazer de conhecê-lo pessoalmente em duas ou três viagens ocasionais para eventos em Torres: numa, tivemos como anfitrião o saudoso colega Luiz Figueredo; noutra, fomos ao Conversando sobre Turismo, com o Justo. Creio que somos meio vizinhos de bairro/região, pois já nos encontramos aqui pela Protásio mais de uma vez (resido na Álvaro Alvim). Também já conversamos rapidamente no Bar da ARI, em companhia do Ayres. Conheci teu site nesta semana, num link através da página do Prévidi. Quero te cumprimentar pelo maravilhoso trabalho, pela riqueza de informações, conteúdo absolutamente valioso para o acompanhamento da mídia local. Estou impressionado pela abrangência com que captas tudo o que "rola" em jornal, rádio e TV, na cidade. Já me transformei em leitor diário do "de Olhos e Ouvidos". Esteja certo de que é uma página da melhor qualidade e esmero jornalístico. Adelante, bravo Olides, e um grande abraço do jornalista Vanderlei Cunha.


" Prezado Olides: Sou leitor assíduo do seu site e estarei, certamente, logo mais à noite prestigiando a sessão de autógrafos do amigo na Assembléia. Até mais." Claudio Júnior Damin


"Caro Olides: O nosso poeta Mário Quintana também foi foi grevista e participou ativamente da greve da Caldas Junior, vou te passar a foto dele na mesa principal do auditório do Sindicato dos Bancários onde eram feitas às assembléias gerais em 84. Irei te mandar a foto que é uma raridade, ele está falando no microfone é uma pérola do jornalismo, esta foto é inédita e fará parte de minha próxima exposição a qual estou organizando, "Personagens do meu Tempo".
Abraços, Espanhol"

" Prezado Jornalista  Olides Canton, acabo de conhecer seu espaço na Internet através do Coletiva.Net. O parabenizo pelo conteúdo. Faz muito tempo que leio o JC. Também já fui assinante do CP. Na velha Caldas Júnior conheci o Streck. Eu o ouvia, quando ainda residente em Porto Alegre. Certa feita um dos assuntos discutidos era a mamona. Estive na redação com ele e indiquei o Winogron que foi meu colega no Colégio Israelita. Ocorre que meu pai era imigrante alemão, vindo para nosso país em 1923. Em razão dos fatos ocorridos durante a guerra, ele decidiu nos colocar naquela escola para evitar possíveis preconceitos. Lá aprendi muito, pois é uma escola de excelência. Voltando ao assunto, quando sugeri ao Streck que podia obter maiores detalhes com o Winogron, ele olhou bem pra mim e disse: chega de judeu. Me arranja outra fonte, certo? Confesso que sai de fininho. Hoje a mamona é um excelente produto agrícola e um professor da Universidade de São Carlos desenvolveu um polímero à partir da mesma que é usado para produzir próteses ósseas, com melhor qualidade que as metálicas. Tal material, por ser orgânico, não tem problema de rejeição e as dores no pós operatório são bem menores. Me considero colaborador tanto do Ritter quanto do Albrecht. Lembro que ano passado um ilustre vereador, durante a  entrega de uma medalha municipal, em seu discurso disse textualmente: vou agora falar sobre a árvore genital de meu homenageado. Mandei para o Albrecht que dois dias depois largou em sua coluna. Foi um verdadeiro rebuliço. Penso o seguinte: disse bobagem tem que aguentar a volta. Sou Comissário de Polícia aposentado e resido em Xangri-Lá. Por mais de 4 anos, junto com o cidadão Solon Soares, participei de programa de opinião na rádio Horizonte de Capão da Canoa, de onde fomos defenestrados ano passado por pressão do Prefeito de Xangri-Lá que não admite ser criticado. Também perdemos a coluna que tínhamos no Litoral em Foco, decorrente do fato de que o Prefeito contratou o veículo. Hoje são dois belos exemplos de veículos "chapa branca". Ocorre que como sou um guri nascido em junho de 1944, criei meu próprio espaço que é www.praiadexangrila.com.br e ali não poupo o arrogante que tem o maior orçamento per capita do estado e a pior administração.Hoje mantenho coluna no portal www.litoralmania.com.br de Osório que reputo como o melhor na região. Jorge Loeffler

"Olides, parabéns pelo teu site. Que voce faça a diferença e mostre teu talento e competência . um grande abraço" Valéria Reis -JB

”Parabéns, gostei da página. Conta os bastidores dos ambientes onde as coisas acontecem e agente fica sabendo só o principal, sem os detalhes. É o caso do xixi do Sartori na Federasul. Sem querer ser fofoqueiro mas isso é bom. Quem não tem curiosidade de saber o que ¨rola¨ nesses ambientes frequentados por aqueles que decidem tudo.” Ataides Miranda


"Cara, ótimo "O avesso das redações". Você merece um troféu pelo interesse em resgatar fatos vivenciados por jornalistas. Devo dizer ainda que considero um achado a frase relativa à dedicatória do livro à memória dos colegas que já tomaram a "saideira". Maravilha. Sugiro que escreva também a biografia do Antoninho Gonzales. Pelo jeito, você é a pessoa mais indicada para fazer isso. Parabéns. Demetrio"


 
 

 
 
 
 


Olides Canton - Jornalista e Escritor


Nascido em 16 de Janeiro de 1.952 na cidade de Serafina Corrêa-RS, Olides Canton passou nesta cidade toda a sua infância e adolescência. Mudando-se para Porto Alegre, cursou a Escola Julio de Castilhos, tornando-se Bacharel em Comunicação Social pelo FABICO em 1.982. Trabalha como Jornalista desde 1970. Trabalhou na Companhia Jornalística Caldas Júnior, Jornal Zero Hora. No Jornal do Brasil e Revista Carga e Transporte atuou como free-lancer. Editor do Jornal de Bordo e Revista Fitness. Conseguiu quatro premios de Jornalismo, um do Badesul, dois do Setcergs e um da ARI. Registro no Sindicato dos Jornalistas RS: 2776 - Registro Jornalista - Mtb 4959.

® Agosto 2007 - © De Olhos e Ouvidos - Olides Canton - Todos os direitos reservados
Os textos publicados são de inteira responsabilidade do autor.


Telefone: (51) 3330-6803
e-mail: contato@deolhoseouvidos.com.br

Autor de inúmeros livros, Olides Canton firmou-se como um
exímio contador de histórias contemporâneas.
Conheça agora as obras do autor
 


Alto da página


Site desenvolvido por Brulars






contato@replay.com.br














 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


o amplie a imagem www.marcopolo.com.br www.terranativa.art.br http://www.teubilhete.com.br belmar.jose@terra.com.br amplie a imagem amplie a imagem